terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

Comarca de Tartarugalzinho aplica pela primeira vez a decisão do STF quanto à lactantes.

Nesta terca-feira, dia 27.02, numa audiencia de Custódia na Comarca de Tartarugalzinho-AP, foi aplicada pela primeira a decisao do Supremo Tribunal Federal para que mulheres grávidas e mães de crianças de até 12 anos que estejam em prisão provisória (ou seja, que não foram condenadas) recebam o direito de deixar a cadeia e ficar em prisão domiciliar até seu caso ser julgado.

No caso local, foi concedida a prisão domiciliar para uma presa em flagrante e que ainda está amamentando.

No Julgamento da Suprema Corte, Por quatro votos a um, a Segunda Turma, acatou um habeas corpus coletivo em nome de detentas e de seus filhos, aceitando o argumento de que "confinar mulheres grávidas em estabelecimentos prisionais precários, subtraindo-lhes o acesso a programas de saúde pré-natais, assistência regular no parto e pós-parto, e ainda privando as crianças de condições adequadas a seu desenvolvimento, constitui tratamento desumano, cruel e degradante".

Durante a audiência de Custódia em Tartarugalzinho, o defensor Carlos Serra pediu a prisão domiciliar em face da decisão do STF, o Promotor Hélio Paulo deu parecer favorável e o Juiz Heraldo Costa decidiu que à flagranciada lactante deveria ser concedido o direito de aguardar o transcorrer de seu processo em casa, cuidando de seu filho lactente.


O juiz Heraldo Costa está com o titular da comarca de Tartarugalzinho há 5 anos

domingo, 25 de fevereiro de 2018

CONFRADES: Mais uma grande convenção nasce no ES


Há uma grande mobilização e expectativa em torno do surgimento de uma nova convenção que surgirá na Cidade de Serra, no Estado do Espirito Santo. Trata-se da CONFRADES, Convenção Fraternal das Assembleias de Deus no Estado do Espirito Santo e Outros. A Assembleia Geral de Fundação está marcada para o dia 10 de março às 19:00h, na Av Guarani, nº 83, Planalto Serrano, Bloco C, Serra/ES.


A convenção marca a expansão de um estruturado e sólido ministério ligado à CADB, o Ministério Planalto, presidido pelo seu fundador Pr Alexsandro Costa, que também expediu circular convocando todos os seus pastores e obreiros(as) para estarem presente nesta data histórica.


Quem é o Pr Alexsandro Costa?


Pr. Alexsandro Costa, é natural de Vitória-ES, nascido em 26/06/1974, se converteu a Cristo aos 14 anos de idade Natural de Vitoria – ES. O pastor Alexsandro Costa, serviu como missionário em varias cidades do interior de Minas  Gerais e Bahia.

Em 15/11/2003, Alexsandro costa foi separado para o santo ministério.  É Bacharel em Teologia, Capelão, e professor de varias Matéria Teológicas, além um reconhecido palestrante e pregador da Palavra

Pr.Alexsandro Costa foi pastor auxiliar durante ao lado do pastor Jorge cordeiro Presidente do Ministério Central Carapina em Serra - Es Ministério  COMADESPE.

O pastor Alexsandro Costa foi emacipado como pastor  presidente da Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério Planalto no dia 20 de março de 2012, pelo pastor Jorge de Souza Cordeiro, presidente da Assembléia de Deus Ministério Central Carapina em Serra - Es Ministério  COMADESPE.

Atualmente a igreja sede está  localizadas em Planalto Serrano Bloco - C –Serra - ES, na Avenida Guarani Nº 83.

Foi membro ativo na CGADB até 2017, quando se desligou para ingressar com seu ministério e pastores na CADB.

Passou desde 2017 a compor o conhecido grupo de apoio virtual da campanha Pró-Samuel Câmara, chamado do “GRUPO DOS COMBATENTES” formado por 12 membros, entre escritores, pastores, teólogos e blogueiros de destaque nacional e forte presença no espaço virtual Evangélico. 


Como obter mais informações? 

Para quem tiver interesse em se ligar a esta importante convenção e quiser mais informações, entre em contato pelo fone/WhatsApp: (27)999141109 ou acesse o site da CONFRADES www.portalconfrades.com.br


Conheça a CONFRADES:




sábado, 24 de fevereiro de 2018

PE: Após a PM defender abordagem a oficial de Justiça, entidades falam em ‘omissão’

Depois da Polícia Militar se manifestar sobre a abordagem feita a um oficial de Justiça, entidades voltaram a se posicionar e declararam que a nota divulgada pela PM é, “literalmente, o depoimento do policial” responsável pela ação.




Confira a nota assinada pelos presidentes do Sindicato dos Servidores de Justiça do Estado de Pernambuco -(SINDJUD-PE), da Associação dos Servidores do Poder Judiciário de Pernambuco – (ASPJ-PE), e o Sindicato dos Oficiais de Justiça do Estado de Pernambuco (SINDOJUS-PE).

“A nota divulgada pela PM é, literalmente, o depoimento do policial. Logo, a opinião da polícia é o que foi alegado por seu integrante, sem uma averiguação minuciosa da situação. Ao mesmo tempo o texto omite fatos e detalhes, como por exemplo, a voz de prisão ter sido proferida quando o Servidor do TJPE informou que registraria, em delegacia, o acesso dos policiais aos arquivos sigilosos da justiça. Percebe-se claramente o desconhecimento do Art. 5º da Constituição Federal, citado pelo emissor, quando sequer há um responsável que assine a nota publicando-a de forma aleatória.

A resposta falta com a verdade quando diz que houve resistência do Servidor em concordar com a revista pessoal e do seu veículo, sendo mais absurda ao relatar que o mesmo teria proferido agressões verbais. Outra irregularidade se deu quando, após a detenção, a equipe policial não se dirigiu, imediatamente, para uma delegacia nem para a audiência de custódia, mantendo o Servidor detido e privando-o de qualquer comunicação por um longo período, sendo assim necessária a intervenção da autoridade da Polícia Civil, requerendo a apresentação do detido à DP. Ainda assim, não satisfeita, a equipe da Polícia Militar entra em contradição quando acusa o Servidor do TJPE de resistência, mas ao mesmo tempo alega não ter sido necessário fazer uso das algemas.

É lamentável que um pequeno grupo da Polícia Militar do 6º batalhão macule a imagem de uma instituição onde deveria ser provedora da sensação de segurança e proteção da sociedade civil. Por outro lado, vale registrar a ótima atuação da Polícia Civil que, teve uma atuação exemplar ao intervir solicitando celeridade no envio do caso para a mesma.

Obviamente que este posicionamento, reprovável, do batalhão em questão não reflete toda a corporação, principalmente os mais novos, ainda sem vícios, que honram a farda que vestem, e por isso precisa ser apurado com todas as forças para que não se torne comum em nossa sociedade atuações como esta.

Pelo ocorrido, entendemos que o Governo do Estado precisa promover capacitações, urgentemente, para que situações como as ocorridas com este cidadão recifense, não voltem a acontecer em nossa sociedade. É dever da polícia agir conforme os princípios constitucionais da legalidade, impessoalidade e moralidade.

Analisaremos a necessidade de provocar outras instâncias, como também buscar outras medidas cabíveis, inclusive as judiciais”.

Entenda a polêmica

Nessa quinta-feira (22), em desagrado com o que classificam de ‘ação truculenta’ da Policia Militar contra um oficial de Justiça, representantes da categoria, acompanhados por alguns servidores, reuniram-se em um ato na Corregedoria da SDS, na Conde da Boa Vista, às 15h desta quinta.

A iniciativa visou pedir apuração do caso, maior atenção do Estado para a situação e maior celeridade “por medidas corretivas aos envolvidos”.

Michel Domingos, presidente do Sindicato de Servidores de Justiça de Pernambuco (Sindjud-PE), reclamou publicamente.

“Não podemos permitir que a Polícia Militar desrespeite qualquer Servidor do Poder Judiciário de Pernambuco. O servidor estava cumprindo ato originário por força de lei em seu dever legal. É preciso lembrar que a justiça é quem dá a última palavra, logo, um agente de segurança pública (Policial Militar) representando o estado, precisa ser orientado pelos seus superiores a ter discernimento de tal forma que não crie uma crise entre as instituições e poderes do estado de Pernambuco. É preciso fomentar a capacitação dos que atuam nas ruas para que entendam sua verdadeira função. Acredito que este abuso de poder não represente toda a categoria policial e que não tenha a conivência de seus superiores hierárquicos. Aguardamos um posicionamento, urgente, por parte da Corregedoria da SDS/PE”, indagou.

Na descrição dos servidores da Justiça, a confusão aconteceu na noite da última quarta-feira (21), quando um servidor teria sido abordado por policiais militares depois de ter entregue uma intimação em Porta Larga, Jaboatão dos Guararapes.

Segundo o servidor, depois de deixar o mandado com a mulher vítima de agressão, Policiais Militares, com armas em punho, interceptaram o veículo do Oficial e revistaram todo o carro, incluindo pastas de trabalho com documentos sigilosos da Justiça.

“Ao questionar a situação, o servidor foi detido e encaminhado para a Delegacia de Prazeres, sendo acusado de desacato à autoridade e resistência à prisão”.

Sindojus-PE divulga comunicado sobre Oficial de Justiça preso pela PM

Em resposta à nota da Polícia Militar, instituição pede transparência e imparcialidade na apuração da Corregedoria da Secretaria de Defesa Social sobre o caso ocorrido na última quarta-feira (21)

O Sindicato dos Oficiais de Justiça de Pernambuco (Sindojus-PE) divulga comunicado oficial nesta sexta-feira (23/02) em reposta à nota da Polícia Militar sobre ocorrência de Oficial de Justiça que foi detido por PMs na última quarta (21/02), após cumprir mandado judicial na Porta Larga, em Jaboatão dos Guararapes.

O informativo, emitido em nome do presidente do Sindicato, Marco Albuquerque, traz críticas ao teor da nota e pede transparência e imparcialidade na avaliação do caso à Corregedoria da Secretaria de Defesa Social (SDS). Leia a nota na íntegra:

COMUNICADO – SINDOJUS-PE

O Sindicato dos Oficiais de Justiça de Pernambuco (Sindojus-PE) vem por meio deste informativo se pronunciar oficialmente em relação à nota divulgada pela Polícia Militar do Estado a respeito de caso ocorrido na última quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018, no qual um Oficial de Justiça foi detido por dois policiais militares após o cumprimento de um mandado judicial no município de Jaboatão dos Guararapes.

Para a nossa categoria, é lamentável e inconcebível aceitar a resposta automática e superficial conferida pela PM, que reflete unicamente a visão dessa instituição, sem avaliar devidamente a denúncia feita por este Sindicato. Na data do ocorrido, um Oficial de Justiça, em pleno exercício da profissão, foi detido por suposto desacato e resistência, mesmo tendo colaborado com revistas e se identificado como servidor do Poder Judiciário. O profissional permaneceu detido por mais de três horas na Delegacia de Prazeres após se queixar do tratamento dos policiais, sendo liberado após a lavratura de um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO).

A abordagem desmedida dos agentes se estendeu também a um parente do Oficial, que, na hora da ação, dirigia um veículo próprio e auxiliava no cumprimento do mandado. Estranhamente, a acusação de resistência atribuída a ambos só levou preso o Oficial. Mesmo livre do processo, como consta no TCO, o parente teve o carro apreendido e só foi liberado pela polícia junto com o Oficial.

Acionamos a Corregedoria da Secretaria de Defesa Social (SDS) a fim de resolver o caso com transparência e justiça, mas o retorno que tivemos foi uma nota escrita pela PM, divulgada amplamente na imprensa, antes mesmo de a queixa na Corregedoria ser concluída, não havendo tempo hábil para devida investigação dos fatos. Inclusive, o texto da nota traz fragmentos inteiros do Boletim de Ocorrência (BO) prestado pelos policiais envolvidos, o que mostra a fragilidade do teor do documento, que leva em consideração apenas a visão dos agentes.

Reconhecemos o papel da Polícia Militar e da Secretaria de Defesa Social (SDS) na manutenção da segurança pública no Estado. Contudo, ações como essa conferem descrédito a essas instituições, revelando a inabilidade em averiguar e reconhecer condutas errôneas por parte de seus servidores. O Sindojus-PE pleiteia uma investigação séria, imparcial e correta, visto que o Oficial de Justiça detido agiu o tempo todo dentro dos dispositivos legais.

Reforçamos, por fim, que o trabalho dos Oficiais de Justiça é peça fundamental na atuação do Poder Judiciário, e que, por isso, a categoria lamentavelmente sofre constantes retaliações. Não aceitaremos tratamento truculento que possa obstruir a justiça e pô-la em xeque. Defendemos que a investigação preze pelo bom senso e pela clareza dos fatos, e não por leituras genéricas. A posição do Sindojus-PE é ratificada no Boletim de Ocorrência registrado pelo Oficial de Justiça na Delegacia de Prazeres e pela queixa registrada na Corregedoria da SDS. 

Marco Albuquerque

(Presidente do Sindojus-PE)

Recife, 23 de fevereiro de 2018.

Foto: Hélia Scheppa/Acervo JC Imagem
Fonte: http://blogs.ne10.uol.com.br

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

Aos 99 anos morre Billy Graham, o maior evangelista do século.


O mundo hoje está de luto. Faleceu nesta quarta-feira (21) o maior evangelista do século, o Pr Billy Graham. Seu nome era William Franklin "Billy" Graham Junior. Nascido em Charlotte, em 07 de novembro de 1918, foi considerado o maior pregador batista norte-americano do século XX e XXI. Foi conselheiro espiritual de vários presidentes americanos. Foi ainda o mais proeminente membro da Convenção Batista do Sul.

Graham pregou pessoalmente para mais pessoas do que qualquer pregador da história ao redor do mundo. De acordo com a sua equipe, a partir de 1993, mais de 2,5 milhões de pessoas tinham dado um passo à frente em suas cruzadas para aceitar Jesus Cristo como seu Salvador pessoal. A partir de 2008, a audiência de Graham's lifetime, incluindo rádio e televisão, superou 2,2 bilhões. Faleceu hoje em sua casa em Montreat, na Carolina do Norte, de acordo com Jeremy Blume, porta-voz da Associação Evangélica Billy Graham. 

Infância e juventude:

Nascido em uma fazenda leiteira em Charlotte, Carolina do Norte, Billy Graham foi levado pelos pais para a Associação de Igrejas Presbiterianas Reformadas, Frank Graham e Morrow Coffey Graham, que mudou a denominação Batista Sulista em 1934 durante um encontro presbiteriano, conduzido pelo pastor Mordecai Ham. Graham foi ordenado no ministério Batistas Sulista em 1939.

Após terminar o ensino médio na Escola Sharon (Sharon High School) em Maio de 1936, Graham foi para a Faculdade Bob Jones (Bob Jones College), agora chamada de Universidade Bob Jones (Bob Jones University), localizado na cidade de Cleveland, no Tennessee, mas achou extremamente sectário e transferiu para o Instituto Bíblico da Flórida, agora Faculdade Trinity da Flórida (Trinity College of Florida), e terminou o curso de teologia na Faculdade de Wheaton (Wheaton College), no estado de Illinois em 1943. Durante o tempo que esteve na Faculdade de Wheaton, Graham afirmou que a Bíblia é a "palavra infalível de Deus".

Depois de se formar na faculdade, o Sr. Graham pastoreou a igreja da vila de Western Springs (agora Western Springs Baptist Church) em Western Springs, Ill., Antes de se juntar Mocidade para Cristo, uma organização fundada para o ministério da juventude e militares durante a Segunda Guerra Mundial. Ele pregou em todo os Estados Unidos e na Europa na era pós-guerra imediato, emergindo como um jovem evangelista ascendente.

Ainda em 1943, Graham se juntou à Henrietta Mears da Primeira Igreja Presbiteriana de Hollywood que foi de ajuda imprescindível para a escolha do primeiro acampamento criado por ele chamado de Forest Home Christian Camp (agora chamado de Forest Home Ministries), às margens do lago Big Bear (Grande Urso) localizado no sudoeste da Califórnia.

Família:

Billy Graham casou-se em 1943 com Ruth Bell que depois passou a se chamar Ruth Graham, filha de missionários presbiterianos na China, o pai dela L. Nelson Bell era cirurgião geral e destacado membro na história da antiga Presbyterian Church in the United States. Poucas pessoas tiveram mais influência em Billy Graham do que o Dr. Bell. O casal tem 5 filhos, 19 netos e 28 bisnetos. Os filhos Franklin Graham e Anne Graham Lotz também são evangelistas, e atualmente controlam os negócios do pai, parcialmente aposentado devido à idade avançada, ao mal de Parkinson e a outras doenças. Em 14 de junho de 2007, faleceu a Sra. Ruth Bell Graham em Montreat, Carolina do Norte, na casa do casal Graham.

Cruzadas:



Em suas chamadas "cruzadas", eventos evangélicos de massa que organizava desde 1948 em estádios, parques e outros locais públicos, Billy Graham já alcançou uma audiência direta de quase 210 milhões de pessoas em 185 países. O foco de seus sermões geralmente é "Jesus Cristo é o único Caminho de Salvação."

A primeira "cruzada" feita com sucesso ocorreu na Austrália, em 1959. Esta cruzada foi considerada o início da evangelização em massa na história australiana e teve efeitos consistentes no crescimento do protestantismo em todo o mundo, tendo como consequência uma criação de numerosas igrejas em um período de 15 anos.

A partir de 1949, Graham sai da obscuridade devido a influência dos dois principais jornalistas americanos da época, William Randolph Hearst e Henry Luce. O interesse de Hearst em Graham permanece um mistério, porque ambos nunca se encontraram.

Em 24 de junho de 2005, Billy Graham iniciou o que seria a sua última cruzada pela América do Norte, no Flushing Meadows Park em Nova York. Mas em Março de 2006, Billy Graham organizou o Festival da Esperança.

Após a doença do pai, Franklin Graham cuida da instituição e das cruzadas e seu filho , Will Graham, organiza cruzadas entre os jovens. As cruzadas não tem lugar específico, podendo ser em uma larga avenida, estádio, parque ou na rua. Graham conseguiu organizar um "exército" de mais de 5 mil pessoas formando um gigantesco coral que cantam músicas, convidando as pessoas a participar.







segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

Macapá é a 6ª cidade mais violenta do Brasil e 45ª do mundo, em um ranking que o RJ nem aparece.

Os dados são alarmantes e foram divulgados por uma ONG mexicana e apresentadas no Fórum Brasileiro de Segurança Pública no seu 11º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, uma compilação com as principais estatísticas criminais. 

No mundo:
Pelo sexto ano consecutivo o Brasil lidera o ranking do número de cidades mais violentas do mundo com 19 delas, duas a menos que o ano passado. Há 8 cidades no México, 7 na Venezuela, 4 nos Estados Unidos, 4 também na Colômbia, 3 na África do Sul e 2 em Honduras. Caracas, a capital venezuelana, registrou 130,35 assassinatos por cada 100.000 habitantes em 2016 e foi a cidade mais violenta do mundo, seguida do balneário mexicano de Acapulco e a hondurenha San Pedro Sula, segundo um relatório divulgado esta semana por uma ONG. 

A lista, foi elaborada pelo Conselho Cidadão para a Segurança Pública e Justiça, e leva em conta mais de 36 mil cidades em todo mundo, apenas cidades com 300.000 ou mais habitantes, e destacou que 42 delas estão na América Latina.

Dentro desse cenário a cidade de Macapá aparece na posição de número 45. Os dados do estudo da ONG podem ser verificados na tabela abaixo, organizada pelo Conselho Cidadão para a Segurança Pública e a Justiça Penal do México, que considerou diversos aspectos e elementos para o levantamento dos dados como: taxa de homicídios, estupros, violência contra a mulher, furtos, roubos, números de processos, sentenças criminais, velocidade de trâmite nos processos judiciais, sendo que a impunidade é um dos fatores que incidem no aumento da violência no caso do Brasil. Segundo dados levantados pelo instituto, 92% dos autores dos crimes no Brasil não são condenados, enquanto na Guatemala o número chega a 93% e na Venezuela, El Salvador e em Honduras ronda os 95%. Veja a lista:

CidadePaísHomicídiosHabitantesTaxa
1CaracasVenezuela43083.305.204130,35
2AcapulcoMéxico918810.669113,24
3San Pedro SulaHonduras845753.864112,09
4Distrito CentralHonduras10271.206.89785,09
5VictoriaMéxico293346.02984,67
6MaturínVenezuela499592.57484,21
7San SalvadorEl Salvador14831.778.46783,39
8Cidade GuayanaVenezuela727877.54782,84
9ValenciaVenezuela11241.560.58672,02
10NatalBrasil10971.577.07269,56
11BelémBrasil16332.422.48167,41
12AracajuBrasil589938.5562,76
13Cidade do CaboÁfrica do Sul24344.005.00060,77
14ST. LouisEstados Unidos188311.40460,37
15Feira de SantanaBrasil375622.63960,23
16Vitória da ConquistaBrasil208346.06960,10
17BarquisimetoVenezuela7851.322.06859,38
18CumanáVenezuela266448.50759,31
19Campos dos GoytacazesBrasil275487.18656,45
20Salvador e RMBrasil2183.984.58354,71
21CaliColombia13582.514.75954,00
22TijuanaMéxico8711.641.57053,06
23GuatemalaGuatemala15963.026.72952,73
24CuliacánMéxico469905.26551,81
25MaceióBrasil5291.021.70951,78
26BaltimoreEstados Unidos318621.84951,14
27MazatlánMéxico245502.54748,75
28RecifeBrasil18873.940.45647,89
29João Pessoa e RMBrasil5301.114.03947,57
30Grande BarcelonaVenezuela397846.35346,86
31PalmiraColombia142306.72746,30
32KingstonJamaica5451.199.61345,43
33São LuísBrasil6931.526.21345,41
34New OrleansEstados Unidos176389.61745,17
35FortalezaBrasil18084.019.21344,98
36DetroitEstados Unidos302677.11644,60
37JuárezMéxico6071.391.18043,63
38TeresinaBrasil363847.4342,84
39CuiabáBrasil365856.70642,61
40ChihuahuaMéxico369878.06242,02
41ObregónMéxico133324.78840,95
42Goiânia e Aparecida de GoiâniaBrasil7821.980.77439,48
43Nelson Mandela BayÁfrica do Sul4951.263.00039,19
44ArmeniaColombia145376.18538,54
45MacapáBrasil179465.49538,45
46ManausBrasil8012.094.39138,25
47VitoriaBrasil6811.813.97737,54
48CúcutaColômbia305824.40637,00
49CuritibaBrasil11483.287.04634,92
50DurbanÁfrica do Sul12613.662.00034,43
Se quiser comparar com os dados do ano passado poderá ver este artigo: "Ranking das 50 cidades mais violentas do mundo em 2016". Também é possível baixar o estudo completo no seguinte endereço: "As 50 cidades mais violentas do mundo" - (arquivo PDF - 1,55MB).

É importante destacar que a cidade do Rio de Janeiro, que anteontem sofreu a primeira intervenção federal pós CF/88, sequer aparece na listagem das 50 cidades mais violentas do mundo.


No Brasil:
No cenário nacional a cidade de Macapá aparece como a 7ª mais violenta. Entre as 26 capitais e o Distrito Federal , Macapá aparece bem acima do RJ. Os dados são do Fórum Brasileiro de Segurança Pública no seu 11º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, e podem ser observado neste link AQUI

O Jornal Gazeta do Povo, com base nas informações contidas neste anuário de 2017, produziu matéria apresentando as 7 cidades mais violentas do Brasil , onde Macapá aparece na posição de número 6. Leia a matéria clicando AQUI.


No Amapá:
No nosso Estado estamos experimentando uma escalada assombrosa da violência. O jornalista João Bolero Neto mantém um blog (acesse-o AQUI), onde ele mostra os números de forma categorizada, conforme você pode ver abaixo:

ESTATÍSTICA DAS MORTES VIOLENTAS NO PERÍODO DE  01 a 16/02/2018.

1º ARMA DE FOGO: 31 homicídios
22 em Macapá;
7 em Santana;
1 em Amapá,1 na Vila do Maracá (MZG);
29 do sexo masculino e 2 do sexo feminino.
Obs: No ano passado nesse período foram 27 óbitos.

2º TRÂNSITO: 14 óbitos
4 em Macapá;
2 no Oiapoque, 2 na Rodovia JK;
1 em Santana, 1 em Ferreira Gomes, 1 na Rodovia 070 (MCP/LJ), 1 na Rodovia MAZ/MAZ Velho, 1 no Distrito do Coração, 1 na BR-156;
6 de moto, 4 de carro, 2 pedestres, 2 ciclista.
10 do sexo masculino e 4 do sexo feminino.
Obs: No ano passado nesse período foram 10 óbitos.

3º ARMA BRANCA:14 homicídios
8 em Macapá;
2 em Santana;
1 em Itaubal,1 em Tartarugalzinho 1 em Ferreira Gomes, 1 em Oiapoque;
13 do Sexo masculino e 1 do sexo feminino.
Obs: No ano passado nesse período foram 13 óbitos.

4º AFOGAMENTO: 5 óbitos
1 em Macapá, 1 no Rio Matapi, 1 na BR-156 (km 40), 1 no Ariri (MCP) 1 na Lagoa dos Índios;
4 do sexo masculino e 1 do sexo feminino.
Obs: No ano passado nesse período nenhum caso

5º PAULADA : 5 óbitos
2 em Santana;
3 em Macapá,
4 do sexo masculino e 1 do sexo feminino
Obs: No ano passado nesse período nenhum caso

6º SUICÍDIO: 4 óbitos
2 em Macapá;
1 no Igarapé da Fortaleza (MCP), 1 em Porto Grande;
4 por enforcamento;
2 do sexo masculino e 2 do sexo feminino.
Obs: No ano passado nesse período 8 casos

7º TRAUMATISMOS DIVERSOS: 4 óbitos
2 em Macapá;
1 no Curiaú, 1 em Cupixi (Porto Grande);
3 do sexo masculino e 1 do sexo feminino

Obs: No ano passado nesse período nenhum caso

8º QUEIMADURAS2 óbitos
2 em Santana;
1 do sexo masculino e 1 do sexo feminino.
Obs: No ano passado nesse período nenhum caso

9º CHOQUE ELÉTRICO: 1 óbito
1  em Santana
1 do sexo masculino
Obs: No ano passado nesse período 1 caso.

10° ACIDENTE DE TRABALHO: 1 óbito
1 em Ferreira Gomes;
1 do sexo masculino.
Obs: No ano passado nesse período 1 óbito

11º CAUSA DESCONHECIDA: 1 óbito
1 na BR-156;
Sexo feminino
OBS:. No ano passado, no mesmo período foram 5 casos.

12º QUEDA: 1 óbito
1 em Macapá;
1 do sexo feminino
OBS:. No ano passado nenhum óbito

13º ESPANCAMENTO: 1 óbito
1 em Porto Grande;
1 do sexo masculino
OBS:. No ano passado nenhum óbito



Macapá, 17 de fevereiro de 2018.
boleroneto@hotmail.com


Gesiel Oliveira
drgesiel.blogspot.com
Twitter: @PrGesiel_



sábado, 17 de fevereiro de 2018

Nunca houve uma “ditadura militar”, mentiram pra você! (Por Prof Gesiel Oliveira)


A expressão "ditadura militar" foi cunhada e insistentemente repetida nas faculdades por radicais extremistas de esquerda que queriam um regime diante do iminente golpe comunista, aos moldes do de Cuba. Jango (Presidente João Goulart) para tentar implantar o comunismo no Brasil, tentou impor um estado de sítio em 1963, que não deu certo. A implantação do regime militar em 1964 veio nesse ínterim para garantir a lei e a ordem que estavam afetadas por esse iminente golpe comunista da esquerda que já estava preparada e organizada. O regime militar estatizou a economia, energia, telefonia, etc. Houve a partir daí um grande crescimento econômico, na segurança, organizacional, estrutural, etc. Isso é inquestionável. Chamar de "ditadura" é desmerecer a história e os fatos e desconhecer o sentido etimológico no dicionário do que significa uma ditadura.

Aquilo que a esquerda chama de "golpe militar" de 64, na verdade nunca existiu, tivemos sim um regime militar. Veja que agora a mesma esquerda com viés marxista, está chamando o processo constitucional do impeachment da Dilma em 2016 de "GOLPE". A ideia é a mesma de 64, repetir o máximo essa mentira para tentar colar essa noção errada no subconsciente de cada pessoa e quem sabe, até inserir isso nas páginas dos livros de história dos historiadores e escritores de viés socialista. Na verdade aquilo que a esquerda chamou de golpe em 1964 foi um contra-golpe, uma reação dos militares, aos terroristas e comunistas, pois a intervenção de 64, que não teve sangue, bombas, nem qualquer outra reação violenta naquele dia, incluiu o envolvimento de outros setores civis, que foram fundamentais para desestabilizar o governo de Jango, preparar e legitimar a ação dos militares na manutenção da lei e da ordem garantindo o cumprimento da decisão soberana do Congresso Nacional de afastar Jango. Empresários, a Igreja Católica e a própria Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), por exemplo, foram a favor da intervenção militar para assegurar a ordem naquele momento e naquelas condições de uma iminente  ameaça comunista.


Não houve luta armada, nem derramamento de sangue, como por exemplo, aconteceu no Golpe de Pinochet no Chile. O que de fato aconteceu foi um conjunto de eventos ocorridos em 31 de março de 1964 no Brasil, que culminaram, no dia 1º de abril de 1964 quando o presidente João Goulart (Jango) foi afastado pelo Congresso Nacional (e não pelo militares), e em seu lugar, tomou posse o presidente da Câmara, o deputado Ranieri Mazzilli. De acordo com a Constituição da época, Mazzilli ocuparia a presidência por um prazo máximo de 30 dias. Nesse período, o congresso elegeria indiretamente um novo presidente para concluir o mandato do presidente Goulart, que terminaria em 31 de dezembro de 1966. Nesse intervalo de tempo, o general Costa e Silva se auto intitulou Ministro da Guerra e organizou um comando militar, que detinha o poder decisório de fato.

Os comunistas reagiram fortemente com luta armada e muito sangue derramado nas capitais e municípios do interior. Vários grupos guerrilheiros como  a Ação Libertadora Nacional (ALN), o Movimento Revolucionário 8 de Outubro (MR-8), Vanguarda Popular Revolucionária (VPR), Vanguarda Armada Revolucionária Palmares (VAR-PALMARES), este último é o grupo onde Dilma Rousseff participou ativamente realizando assaltos a bancos, transportes de cargas e até sequestro de um avião com seu esposo Jorge, que hoje vive em Cuba. Esses movimentos guerrilheiros se multiplicaram, insuflados pela onda comunista de Cuba.
Mas o questionamento que podemos fazer aqui é: Como pode se falar em ditadura com a existência de realização de eleições nesse período para vereadores, deputados, senadores, prefeitos e até para governadores? Em alguma ditadura como na Argentina, Chile, China, Coreia do Norte, houveram eleições? Claro que não! Eleições só existem em regimes democráticos. No entanto durante o regime militar, houveram eleições em outubro de 1965, houve eleições em 11 Estados, sendo que a oposição comunista venceu em dois dos maiores estados Guanabara e Rio de Janeiro. Em que lugar do mundo isso pode ser chamado de ditadura? Na cultura, os militares chegaram a criar a Embrafilme para estimular a cultura. Em qual ditadura no mundo houve isso? Durante o regime militar houveram festivais de música popular em diversos lugares. Em qual ditadura houveram movimentos como a passeata dos 100 mil que aconteceu no RJ? Se fosse ditadura de fato, nem chegavam a se aglomerar, pois a polícia ia dispersar com pancadaria, agressões e mortes. Existia imunidade parlamentar para livre manifestação para os deputados durante o regime militar. Qual ditadura isso existe? Um partido comunista existiu durante o regime militar. Qual ditadura isso existiu? Não existe ditadura com comícios gigantescos, passeatas com um milhão nas ruas. Não existe ditadura com liberdade na política. Os números de mortos são outro indicador que revela que não houve ditadura no Brasil e sim um regime militar de garantia da lei e da ordem.
O site Global Museum on Communism (Museu Global do Comunismo, em inglês, disponível no endereço www.globalmuseumoncommunism.org) fez um levantamento e constatou que as ditaduras comunistas em todo mundo já mataram mais de 100 milhões de pessoas em todo mundo, mortos por líderes comunistas como Lenin, Stalin, Mao Zedong, Ho Chi Minh, Pol Pot, Fidel Castro,  entre outros ditadores responsáveis pelo “século de terror comunista".  A China lidera o ranking, com o número estimado de mortes de 65 milhões de mortos pelo Partido Comunista. Em seguida, aparecem União Soviética, 20 milhões; Camboja, 2 milhões; Coreia do Norte, 2 milhões; países africanos, 1,7 milhão; Afeganistão, 1,5 milhão; países comunistas do leste europeu, 1 milhão; Vietnã, 1 milhão; América Latina, 150 mil; entre outros.
Já no Brasil ao longo de todo período militar (1964 a 1985) morreram apenas 434 pessoas (já incluindo mortos e desaparecidos) segundo o que foi levantado pela comissão Nacional da Verdade, isso com números bastantes exagerados. Sendo que a maioria esmagadora desses aí, foram terrorista, comunistas mortos na guerrilha do Araguaia.

Então para finalizar de vez com essa farsa de “ditadura militar”, quero lhe dizer que se você aprendeu história com aquele professor barbudão, com aquela bolsa com alça pelo pescoço, que usava calça jeans e camisa vermelha do Che Guevara, que fumava maconha e sempre chegava “noiado” para dar aulas, lamento muito lhe informar, mas você não aprendeu história, e sim foi doutrinado academicamente pela esquerda comunista, que até hoje está infiltrada fortemente nas faculdades brasileiras, gerando mente reprodutoras desse chorume cognitivo Gramscista, Marxista, Leninista, Trotskista e só repetem a mesma cantilena enauseante de “GOLPE”, “DITADURA” e “NÃO PASSARÃO”. Chega dessa farsa educacional, vamos conhecer a verdade, escondida dentro de livros empoeirados nas prateleiras das  bibliotecas da Câmara e Senado. Bolsonaro incomoda tanto essa gente, porque eles sabem que ele vem pra fuzilar essa doutrinação que está destruindo as bases do Brasil. #Bolsonaro2018 Gesiel Oliveira - Blog drgesiel.blogspot.com.br

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

EUA registra recorde de credenciamento de pastoras na Assembleia de Deus.


Um número recorde de ministras credenciadas foi alcançado nas Assembleias de Deus dos EUA, 9.142 de acordo com as estatísticas mais recentes. Isso representa um aumento de apenas 6.502 há uma década. A proporção de mulheres entre os pastores da denominação também está em alta de todos os tempos, 24,3%, um aumento de 19,2% em relação há 10 anos atrás.

Em 2016, o ganho líquido das mulheres ministros na Assembly of God (445) aumentou em mais de quatro vezes a taxa de homens. No entanto, Crystal Martin, a nova diretora da Rede de Ministros das Mulheres da AG, quer garantir que as mulheres, uma vez credenciadas, encontrem seu próprio papel ministerial.

“Como podemos, como um movimento, não apenas ordenar mulheres, mas ajudar significativamente a colocá-las em seu chamado?”, pergunta Martin. “Por exemplo, em sites da igreja você não vê muitos rostos femininos em papéis pastorais. Como podemos ajudá-los a passar de seu chamado para a liderança ministerial? ”

O número de pastoras na denominação nos EUA alcançou um recorde de 569, mas isso representa um aumento de apenas 94 em relação a 2008 e apenas 260 de 30 anos atrás. Existem mais de 10.500 pastores do sexo masculino na AG.

“Quando reconhecemos que a colheita é abundante e os trabalhadores são poucos, percebemos que existem muitas plataformas para homens e mulheres ensinar e pregar juntos”, diz Martin. “As mulheres têm sido boas em encontrar maneiras de entrar em sua chamada, mas há espaço para o crescimento”.

A Rede para Mulheres Ministras é um sistema de apoio para as mulheres que estão em liderança ministerial e as que estão no processo de busca de credenciais. Um dos objetivos a longo prazo de Martin é identificar um líder em cada distrito e rede do ministério, que possa ajudar a construir a comunidade e orientar as mulheres – que enfrentam desafios e responsabilidades ministeriais únicos.

Martin também espera que a Rede seja capaz de realizar conferências e webinars para orientar o clero feminino.

“As mulheres são freqüentemente treinadas como especialistas”, diz Martin. “Às vezes, elas não tiveram oportunidade de aprender habilidades de ministério amplas que os homens esperam saber”.

Especificamente, a educação pode implicar instruir as mulheres como preparar um sermão, realizar uma cerimônia de casamento, conduzir um serviço de comunhão e liderar um conselho da igreja.

Martin, de 43 anos, esteve envolvida no ministério por duas décadas, a maioria com os Ministérios do Campus Chi Alpha. Seus novos deveres serão adicionados ao seu portfólio atual como diretora de missões multiculturais Chi Alpha. Seu marido, E. Scott Martin, é diretor sênior da Chi Alpha, um departamento de Missões dos EUA.

A Rede de Mulheres Ministros, originalmente conhecida como Task Force for Women in Ministry, formada em 1999. Beth Grant atuou como primeiro presidente, por 11 anos. Jodi Detrick e Judy Rachels também lideraram o grupo antes de Martin.

Grant, que é co-diretor do Project Rescue, apoia firmemente Martin:

“Crystal é uma líder visionária apaixonada com um histórico comprovado de mentoria de mulheres jovens para ministério em Chi Alpha”, diz Grant, que é membro do Presbitério Executivo da AG. “Ela traz grandes forças como construtor de equipe e voz profética para esse tempo na missão de Deus. Seu coração está em ajudar a equipar, mobilizar e liberar uma geração de jovens ministras enquanto reconhece as forças dadas por Deus de cada geração”.

Martin não está defendendo que as mulheres precisam avançar apenas por causa de seu gênero.

“Não precisamos de mais mulheres para a causa da igualdade.”, diz Martin. “Mas a Igreja de Jesus Cristo será melhor com as mulheres no ministério”.

Martin agradece que as Assembly of God, ao contrário de outras denominações, considerem as mulheres como parceiros ministeriais completos.

“Um dos meus maiores privilégios é trabalhar dentro de um Movimento que acredita nas mulheres”, diz Martin. “Na verdade, não há posições nesta denominação que estejam fora dos limites para as mulheres”.

Traduzido via Google Tradutor, com algumas adaptações

Fonte: https://penews.org/news/more-women-heed-calling, via twitter do Pr. Geremias do Couto

sábado, 10 de fevereiro de 2018

Impacto Missionário no PI: A CADB veio para redefinir o conceito de Convenção.


Definitivamente a CADB veio para fazer a diferença. Isso ficou bem evidente nos dias 09 e 10 em Teresina no Piauí, quando aconteceu o impacto missionário, evento que inaugurou três igrejas, fez entregas de centenas de cestas básicas à população carente, atendimento médico gratuito, realizou diversos eventos paralelos, reformas e construção de casas aos irmãos necessitados e missionários, levando a palavra de Deus a muitas famílias por meio de um mega evangelismo de casa em casa e mostrou para todo o Brasil que a nova convenção veio para redefinir o conceito de Convenção. A CADB surgiu no dia 02.12.2017 em Belém do Pará, e trouxe uma nova proposta de convenção chamada de FRATERNAL.


Essas convenções, têm uma formação e objetivos diferentes. São do tipo “abertas” e visam a valorização e fortalecimento da liderança local ao invés da centralização hierárquica nacional. Essas convenções fraternais não visam aglutinar patrimônio, hierarquia ou concentração de poder nas mãos da liderança nacional. Visam sim, como o próprio nome diz, alcançar uma maior fraternidade e união entre as convenções e pastores em propósitos comuns evangelísticos, missionários e sociais. Não há exclusividade de convenções nos Estados. Há Estados em que existem várias convenções, todas trabalhando unidas e num mesmo propósito, reunidas nas seccionais estaduais da CADB.


O impacto missionário realizado no Piauí, reuniu lideranças de todo Brasil e mostrou que quando há união, as estratégias são mais eficientes e produtivas. Nunca se viu a alta cúpula de uma grande convenção de porte nacional descer junta, arregaçar as mangas, e ir de rua em rua, de porta em porta levando a Palavra de Jesus e ajudando socialmente tantas famílias. Um dia antes do início da programação, uma carreta desembarcou centenas de cestas básicas doadas por igrejas de todo Brasil, que foram distribuídas ao logo do evento à família carentes. Algo impensável outrora em se tratando da atuação de uma convenção, que em regra, tem como propósito reunir pastores de forma associativa. Estamos presenciando um resgate dos ideais evangelísticos, sociais e fraternais  que nortearam a Assembleia de Deus em sua origem com Daniel Berg e Gunar Vingren.


O Pr Samuel Câmara, em suas falas, tem reforçado constantemente que a CADB veio para apresentar uma proposta diferente, mais eficiente, mais pragmática, mais inclusiva (ao aceitar em seus quadros pastoras), mais próxima dos pastores e missionária. Sem dúvida, estamos vivenciando um nova fase na Assembleia de Deus em todo País.


Veja os impressionantes números do impacto missionário e social no Piauí.


• 4 templos foram inaugurados.• 3 casas para pobres e missionários.• Mais de 750 famílias estão recebendo cestas básicas.• 2600 famílias foram alcançadas com roupas, calçados, • centenas de brinquedos, kits escolares, atendimento médico etc.


Veja neste link abaixo os vídeos sobre a construção e entrega de casas durante o impacto missionário no Piauí. Clique AQUI.


Assista ao resumo do Impacto Missionário AQUI














quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Pastor Oscar Domingos de Moura pede desligamento da CADEESO

O Pastor Oscar Domingo De Moura Ex Presidente Da CADEESO e Presidente da Assembleia de Deus Ministério Jardim Colorado , pediu Nesta quinta-feira (08), a sua desfiliação da Convenção das Assembleias de Deus no Estado do Espirito Santo e Outros (CADEESO).

Há rumores que o mesmo pretende fundar uma nova convenção no estado para se ligar a CGADB e que contaria com o apoio da liderança da CGADB.


Fonte: Blog do Pr Alexandro Costa