quarta-feira, 29 de julho de 2020

O dia que as FARC foram tentar atacar o Exército Brasileiro - Por Gesiel Oliveira



Em 26 de fevereiro de 1991, um grupo de cerca de 40 guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC), que se autodenominava "Comando Simon Bolívar", adentrou o território brasileiro, próximo à fronteira entre Brasil e Colômbia, as margens do Rio Traíra, no Estado do Amazonas, e atacou de surpresa o Destacamento Traíra do Exército Brasileiro, que estava em instalações semi-permanentes e que possuía apenas 17 militares, efetivo muito inferior ao da coluna guerrilheira que o atacara. Operações de inteligência afirmam que o ataque foi motivado pela repressão exercida pelo destacamento de fronteira ao garimpo ilegal na região, uma das fontes de financiamento das FARC. Nesse ataque morreram três militares brasileiros e nove ficaram feridos. Várias armas, munições e equipamentos foram roubados.

Imediatamente, as Forças Armadas Brasileiras, autorizadas pelo Presidente Fernando Collor de Mello e com o conhecimento e apoio do Presidente colombiano César Gaviria Trujillo, deflagraram, secretamente, a Operação Traíra, com o objetivo de recuperar o armamento roubado e desencorajar novos ataques. Uma reunião bilateral entre representantes do Brasil e da Colômbia, em caráter de urgência, foi realizada em Leticia, na Colômbia, no dia 9 de março, na qual planos de ação foram discutidos e traçados. Ambas as delegações concordaram sobre compartilhar, de imediato e também ao longo das semanas seguintes, informações sobre atividades subversivas, terroristas ou ligadas ao narcotráfico.


A Força Aérea Brasileira apoiou a Operação Traíra, com seis helicópteros de transporte de tropas UH-1H, seis aeronaves de ataque ao solo AT-27 Tucano e aviões transporte C-130 Hércules e C-115 Búfalo.

A Marinha do Brasil apoiou a Operação Traíra com um Navio Patrulha Fluvial, que ficou baseado em Vila Bittencourt, cooperando com o apoio logístico e garantindo a segurança daquela região.

O Exército Brasileiro enviou suas principais tropas de elite: operadores de Forças Especiais e de Comandos, do então Batalhão de Forças Especiais (atuais 1º Batalhão de Forças Especiais e 1º Batalhão de Ações de Comandos), e também militares do, então, 1º Batalhão Especial de Fronteira (atual 8° BIS), para atacar a base guerrilheira que se encontrava em território colombiano, próxima à fronteira. Também deram apoio militares do 1º Batalhão de Infantaria de Selva, Batalhão Amazonas, principal Unidade do Comando Militar da Amazônia. O Comando de Aviação do Exército se fez presente fornecendo o meio de transporte utilizado pelos combatentes empregados na missão: 4 helicópteros de manobra HM-1 Pantera e 2 helicópteros de reconhecimento e ataque HA-1 Esquilo.

O saldo da Operação Traíra foi de 62 guerrilheiros mortos, inúmeros capturados e a maior parte do armamento e equipamento recuperados. Desde então, nunca mais se soube de invasões das FARC em território brasileiro, assim como ataques a militares brasileiros.

A maior parte da sociedade brasileira não sabe disso. O Exército realizou em 26/02/2019 homenagens aos heróis que tombaram defendendo nosso território. Nenhuma rede de TV fez questão de divulgar o fato. Mas nós compartilhamos aqui na nossa mídia alternativa.

Vocês entendem agora a importância da comunicação com responsabilidade nas redes sociais sem a caneta esquerdizadora que omite as ações do exército brasileiro?

quarta-feira, 15 de julho de 2020

Conheça a APEB - Associação Pró-Evangélicos do Brasil, que está surgindo para agregar cristãos conservadores.



Está surgindo um projeto que está ganhando corpo rapidamente em todo Brasil. A ideia desse inovador projeto é criar uma associação de âmbito nacional, formada por pastores(as), obreiros e membros de igrejas evangélicas, intelectuais que se disponham a discutir, debater, participar, propor ideias, defender juridicamente e realizar ações de difusão das bases principiológicas cristãs , conservadoras, liberais (do ponto de vista econômico) e patriotas.

Quem quiser vir somar nesse grande projeto que está nascendo, procure pela página do Facebook: “APEB – Associação Pró-Evangélicos do Brasil” ou mande uma mensagem para o nosso WhatsApp (clique aqui) para que você possa ser adicionado(a) no grupo nacional, que surgiu há poucos dias, mas que já conta com centenas de pastores(as) de todos os Estados do Brasil com visão conservadora, liberal do ponto de vista econômico, direita e patriota. 

De acordo com o Pr Gesiel Oliveira, vice presidente da Assembleia de Deus Zona Norte no Amapá e membro da diretoria provisória da APEB: "Este é um seleto grupo de lideranças nacionais de várias denominações evangélicas, homens e mulheres influenciadores(as) e formadores de opinião, reunidos com o objetivo de criar um órgão colegiado, que tenha representações em todos os Estados e Municípios do País, e que garanta a representatividade intelectual, opinativa, literária e política cristã, e que defenda a visão evangélica diante dos mais diversos temas que afrontam a fé cristã, a família, o casamento, igrejas e evangélicos".

Assista a apresentação em vídeo do Projeto da APEB

A APEB está em fase de formação, e em breve estará divulgando uma agenda nacional de palestras, congressos, lives, debates em faculdades e universidades, além de várias outras ações conexas na defesa dos ideais cristãos de todo Brasil.

A ideia é criar uma associação sem fins lucrativos, independente e sem vínculos políticos, com liberdade de expressão e participação de todos em torno de um projeto de defesa nacional da fé cristã, da família, igreja e do pensamento conservador.

Sem dúvidas, é uma nova voz do povo evangélico que está surgindo a favor dos cristãos conservadores neste cenário do avanço do globalismo, progressismo e socialismo em âmbito nacional e global. Venha somar conosco! Chame-nos pelo WhatsApp +5596991501008

terça-feira, 16 de junho de 2020

Os deputados socialistas criaram leis tão carregadas de garantismos e direitos sociais, que ser empresário no Brasil é ser sócio do Estado. Por Prof Gesiel Oliveira.


A forma como a legislação brasileira foi organizada e estruturada, na prática passa a ideia de que já vivemos um socialismo legal. Os ideais socialistas de distribuição de renda equidade social deformaram a nossa legislação, pois em nenhum lugar do mundo algum país conseguiu melhorar de vida de sua população por força de legislações expropriantes de tiram de quem produz para dar para quem não produz. No Brasil a legislação não facilita a vida de quem quer investir, gerar emprego e produzir. Os empregadores são vistos com maus olhos pelo Brasil, e isso é ensinado nas universidade públicas eivadas de ideologias marxista. 

Nos EUA não há 13º salário, não há pagamento de ⅓ de férias, nem aviso prévio, abono desemprego, adicional de insalubridade, nem multa por atraso de FGTS, não é obrigatório ter um contrato de trabalho por escrito, o patrão pode despedir seus empregados a qualquer momento sem estar obrigado a pagar indenização alguma, exceto quando se comprove algum caso de discriminação ou represália, o salário mínimo atualmente é de $ 7.25 dólares por hora (não há salário mínimo mensal), enfim, o sistema tributário e financeiro dos EUA foi organizado para favorecer quem quer investir lá. À primeira vista pode parecer ruim, mas o cidadão americano não está preocupado com tantos direitos sociais e trabalhistas, e sim em ter um emprego que lhe pague bem, e garanta uma boa qualidade de vida, e isso tem bastante por lá. Os empregados nos EUA recebem salários bem mais elevados que no Brasil, em média 5 vezes mais. Por isso lá um emprego satisfaz verdadeiramente nossas necessidades e garante um bom padrão de vida para qualquer cidadão empregado. 

Lá o Estado pouco, ou quase nada, interfere na economia. A legislação americana valoriza o contrato entre as partes. Lá o Estado não obriga as empresas a suportarem uma "montanha" de direitos e obrigações legais e tributárias de uma consolidação velha de leis do trabalho. Aqui se um microempreendedor possui um caminhão e dois empregados, e um desses empregados for demitido, será necessário vender o caminhão e acabar com o emprego do outro, só para pagar as mais altas indenizações trabalhistas do planeta ao empregado que foi demitido. Na justiça do Trabalho no Brasil o empregador já entra na audiência condenado. Ele já entra sendo obrigado a fazer um acordo. Não há defesa contra uma legislação que foi feita para condenar quem investe, emprega e gera renda. Lembrando que nos EUA nem justiça trabalhista existe. Tudo é acertado em forma de contrato entre as partes. 

O empregado tem a oportunidade de escolher onde trabalhar, para quem quer trabalhar e quanto quer receber. Para termos uma ideia, nos EUA você abre uma empresa por meio de um aplicativo em 5 minutos e já pode começar a trabalhar por conta própria. No Brasil a anacrônica e "marrenta" burocracia mata a economia e afasta investidores externos. Sem falar na altíssima carga tributária, nos infinitos "alvarás" e autorizações ambientais, relatórios de estudos de impactos ambientais, etc. Luciano Hang, dono de uma das maiores redes de lojas do Brasil, a Havan, disse recentemente que para abrir apenas uma de suas 120 lojas, teve de apresentar um relatório de impacto ambiental de mais de mais de 500 páginas, preenchendo cerca de 120 exigências inflexíveis legais ambientais. Além disso, apresentou mais de 120 alvarás, inúmeras, taxas, emolumentos, tarifas, licenciamentos, etc, em uma verdadeira "via crucis" legal e burocrática que demorou cerca de 7 meses, tudo para abrir apenas uma loja. Então veja, o sistema tributário no Brasil penaliza o empregador. 

É um sistema que espanta investimentos. O Estado interfere de uma maneira nefasta e prejudicial na economia e esse tem sido um dos principais ponto negativo contra o avanço, reoxigenação e melhoramento da economia brasileira. No Brasil não há que se falar em liberdade econômica, pois aqui não vigora o pleno capitalismo. No máximo, o que temos aqui é uma espécie de "economia socialista tupiniquim de mercado", pois tantas são as interferências do Estado na economia baseadas em uma legislação que não se enquadra mais às atuais exigências do mercado internacional. Por isso os EUA hoje têm uma taxa de desemprego de apenas 3% enquanto o Brasil carrega um gigantesco desemprego que alcança 12,7%, ou seja, cerca de 13,4 milhões de brasileiros. Enquanto o Brasil não iniciar o mais rapidamente uma reforma tributária séria, vai ficando para trás e continuar assistindo os EUA, China, Índia e outros países dispararem no crescimento econômico de pleno capitalismo, enquanto ficamos aqui marcando passo amarrados por nossas burocráticas e anacrônicas leis assistencialistas, carregadas de direitos sociais e coletivismo.

segunda-feira, 15 de junho de 2020

Está na hora de reconhecer que a Constituição socialista de 1988 destruiu o nosso país - Gesiel Oliveira



Há muito tempo venho denunciando que essa nossa CF tem um viés fortemente socialista, coletivista, garantista, carregada de direitos e com poucas pitadas insignificantes de deveres, uma Constituição escrita pela mão de vários ex-guerrilheiros, ex-exilados, comunistas declarados, como FHC, Ulysses Guimarães, Aécio Neves, José Genoíno, Nelson Jobim, José Serra, Paulo Freire e até o Lula, e que hoje, por puro desconhecimento do público, nossa carta magna tomou aura de "dogma", mas que na verdade criou um ambiente de ingovernabilidade nacional, esvaziou os poderes do presidente da república, que sempre foi o principal alvo dos comunistas desde o regime militar. O texto está poluído de interesses isolados. Todos os políticos esquerdistas quiseram participar. Incluíram absurdos, como o artigo 242, que determina que o colégio Pedro II, no Rio, seja mantido na esfera federal. Isso nunca deveria entrar num texto constitucional, que deve ser enxuto, direto e tratar somente dos interesses mais relevantes da nação.
Dois futuros presidentes da República conversam durante os trabalhos da Assembleia Nacional Constituinte: de pé, o senador Fernando Henrique Cardoso (PMDB-SP) e, sentados, o deputado Luiz Inácio Lula da Silva (PT)

Dois futuros presidentes da República conversam durante os trabalhos da Assembleia Nacional Constituinte: de pé, o senador Fernando Henrique Cardoso (PMDB-SP) e, sentados, o Deputado Federal Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Há forte influência comunista na nossa CF.



Nossa CF é uma piada pronta, toda remendada, com retalhos de anarquistas, marxistas, gramscistas, que dão muito mais direitos a bandidos de colarinho branco, que direitos a cidadãos comuns. Já tivemos 6 outras constituições, mas a sétima, de cidadã não tem nada, deveria ser chamada de Constituição Socialista do Brasil. Uma CF que dá 8 anos de mandato a um senador, que garante privilégios como foro de prerrogativa de função a detentores de mandato, que só permite a prisão de deputados com autorização da respectiva casa, pode ser tudo, menos igualitária e justa. A Constituição de 1988 foi extremamente reativa, uma espécie de “vingança infantil” aos tempos da ditadura dos comunistas que foram exilados e que depois dos seus retornos, foram ocupar cadeiras no congresso nacional. Um equívoco lamentável foi provocado pelo próprio contexto político da época, onde a maioria dos deputados tinham um forte viés socialista e progressista, muitos deles ex-exilados comunistas declarados e com ranços das prisões de militantes políticos comunistas. No Art. 5º, Nas garantias individuais, por exemplo, há uma preocupação maior com o direito dos presos do que com o direito das vítimas e dos cidadãos de bem, o que causa uma constante sensação de impunidade.

Na mesma linha de militância do coletivismo, a nossa Carta Magna também enxertou a determinação constitucional de ampliar a destinação de parte da receita da União para a cobertura de programas de assistência social, de 5% para 20% da receita. Será que estão sendo beneficiadas as pessoas certas? E, numa época de crise social, é adequado engessar o Orçamento? Transferência de renda por multiplicação de programas sociais, nunca promoveu crescimento a nenhuma nação. O que promove o enriquecimento de uma nação é o estímulo a iniciativa privada e o Estado interferir menos na economia. Esse é o cerne para se entender porque o brasileiro paga umas das mais altas cargas tributárias do mundo.


Dizem também que a CF foi promulgada um ano antes do que deveria, pois em 1989 tivemos a queda do Muro de Berlim, soterrando sonhos socialistas ainda muito fortes em nosso país, mas que as marcas infelizmente permaneceram em nossa CF. Vale destacar que 15 deputados petistas votaram contra o texto final porque queriam ainda mais socialismo na CF! É compreensível que no final do regime militar existisse uma demanda social reprimida por parte dos comunistas naquela época. Mas o uso da Constituição como veículo para atender esta demanda foi um grave erro, e que nos deixou uma herança maldita. O grau de utopia e garantismo presente na Constituição é assustador. Ela fala dezenas de vezes em “direitos”, mas quase nunca em “deveres”. Desde que ela foi aprovada, os gastos com aposentadoria do INSS pularam de 2,5% para 8% do PIB. O jurista Miguel Reale chamou a Constituição de um ensaio de “totalitarismo normativo”, Ives Gandra Martins a chamou de “Constituição da hiperinflação”, Eliezer Batista a acusou de instalar uma “surubocracia anárquico-sindical”. Roberto Campos a descreveu como "um misto de regulamento trabalhista e dicionário de utopias", e como o “canto do cisne do nosso nacional-populismo”. Ulysses Guimarães a descreveu como a “Constituição dos miseráveis” e a “guardiã da governabilidade”. Foi justamente o contrário: uma Constituição contra os miseráveis e que garante a ingovernabilidade. Em raro momento de "sincericídio" o maior bandido do mundo, condenado por destruir o Brasil com a maior quadrilha já instalada no poder central, Lula em entrevista ao Portal "Sul 21" no início de julho de 2019, admitiu que "a CF/88 tem forte viés marxista".

Imaginar que Constituição Americana, criada em 17 de setembro de 1787, ou seja, há quase 233 anos, tem apenas 7 artigos e 27 emendas, e lembrar que a nossa , criada em 05/10/1988, ou seja, há quase 32 anos, tem 250 artigos, já sofreu 90 reformas em seu texto original, sendo 84 emendas constitucionais, sendo 6 delas de revisão, não nos passa nenhuma segurança jurídica, e sim um meio legal dos poderosos se blindarem contra seus nefastos crimes. Sem dúvida, é a CF socialista brasileira a fonte da ingovernabilidade do nosso país. Está na hora de reconhecer que a Constituição socialista de 1988 destruiu o nosso país. O Brasil merece uma nova CF urgentemente.

Prof Gesiel Oliveira
Twitter: @PrGesiel_
Facebook: Gesiel Oliveira
Instagram: @prgesieloliveira
Blog: drgesiel.blogspot.com

terça-feira, 2 de junho de 2020

Quem são os ANTIFAS e o que significam os símbolos que eles carregam? - Por Prof Gesiel Oliveira


Desde o domingo (31/05/2020) um movimento que se identifica como ANTIFAS (Movimento Anti-fascistas) ganhou a avenida paulista em uma ação mancomunada com a grande imprensa suja e desvirtuadora, que passou a maquiar os reais desígnios desse nefasto movimento, tentando passar um aspecto de "democrático". Mas não demorou muito para que todo o Brasil testemunhasse pelas redes sociais (meio mais seguro de se informar atualmente) que na prática aquele novo movimento nada tinha de democrático. Um onda de violência, vandalismo, coquetel molotov, fogo, fumaça, bombas, destruição e saques a lojas tomaram conta da avenida paulista, sendo necessário a polícia militar intervir.

Na noite do dia 01/05/2020 foi a vez de Curitiba experimentar os malignos efeitos desse movimento ultra radical e violento. Mais uma vez houve quebradeira, violência, vandalismo onde chegaram a queimar a bandeira nacional brasileira.



A grande mídia, como sempre, tentou desvirtuar o sentido das coisas, e ainda tentou associar o movimento de direita ao anarquismo e vandalismo realizado pelos ANTIFA

Dentre os vários símbolos que esse movimento faz referência, há o "punho fechado com a mão erguida para cima" em frente a uma estrela vermelha. A estrela vermelha de cinco pontas (um pentagrama) é mais um símbolo satanista, muito utilizado por comunistas e anarquista, evidenciando sua veneração por Satanás. O pentagrama é um símbolo há muito tempo associado à magia negra e ao ocultismo, ocupando papel de destaque na Wicca, ou Bruxaria ou Feitiçaria Negra Moderna. Há historiadores que sustentam que o pentagrama vem do grego "pentagrammon" que significa “cinco linhas”, ou seja, a perniciosidade e malignidade espalhada aos cinco continentes do mundo. A interpretação utilizada pelo comunismo na tentativa de escamotear o sentido primordial do pentagrama, é o de que tentar associá-lo aos cinco grupos sociais que levam a nação ao comunismo: a juventude (gerações futuras), uma movimento de força (defesa do socialismo), os trabalhadores industriais (produção de bens de consumo), os trabalhadores agrícolas (produção de alimentos) e intelectuais (criticam e melhoram a teoria e a prática de vida para alcançar o comunismo).

Vladmir Lenin em gesto do punho cerrado após assassinar a família real russa em 17/07/1918
O dito "gesto de Lenin", ou seja, o punho fechado, com o braço levantado, foi um gesto feito por Vladmir Lenin em direção ao bolcheviques, logo após assassinar toda a família real russa dos Romanov (Czar Nicolau II, sua esposa a Czarina Alexandra e seus cinco filhos Olga, Tatiana, Maria, Anastásia, e Alexei). Todos foram mortos a sangue frio, em Ecaterimburgo no dia  17 de julho de 1918. O Czar e a sua família foram mortos por tropas bolcheviques lideradas por Yakov Yurovsky e Vladimir Lenin. Logo após assassinar toda família real, ele fez esse gesto icônico que passou a representar o símbolo mais violento, cruel e sanguinário do movimento comunista.

Os Romanov: Da esquerda para direita: Olga, Maria, Nicolau II, Alexandra, Anastásia, Alexei, e Tatiana. Retratados no Palácio de Livadia em 1913. Todos assassinados por Vladimir Lenin em 1918.

Os símbolos e tatuagens também ganham destaque em meio a esse movimento. E aqui o nosso alerta vai para os pais. Em meio a essa onda crescente de violência travestida de democracia, os pais devem estar atentos para evitarem o "efeito manada" das redes sociais, que acaba influenciando fortemente os filhos adolescentes e jovens que passam a exibir, por mera repetição, símbolos anarquistas, comunistas e satanistas, símbolos que os adolescentes estão usando em sua maioria, sem  saberem os perniciosos significados que eles carregam. Esse são alguns símbolos que estão sendo utilizados pelos violentos ANTIFAS, com as iniciais A.C.A.B. , "All Cop Are Bastards" (Todos policiais são bastardos). Quem os ostenta incentiva violência contra policiais, pais e responsáveis fiquem atentos a esses símbolos!.





Há um simbolismo que identifica essas hordas de marginais comunistas, socialistas e anarquistas que se multiplicam no Brasil. A origem das camisas pretas vem da tropa de ação direta anarquista alemã Schwarze Scharen (ou Rebanho Preto, ou Tropas Pretas) um grupo extremamente violento e sanguinário que foi fundada em 1929 para proteger as reuniões do sindicato anarcossindicalista União dos Trabalhadores Livres da Alemanha (FAUD) e da Juventude Anarquista. Eles sempre estavam vestidos inteiramente de preto.


No Brasil o movimento pernicioso anarquista ganhou o apoio da Torcida Organizada Gaviões da Fiel
Em muitos grupos de whatsapp de extrema esquerda, estão distribuindo o livro digital em PDF intitulado "ANTIFA - O manual antifascista" do autor Mark Bray (1982), um historiador e professor de História Moderna no Dartmouth College, uma instituição com mais de 250 anos, localizada na cidade de Hanover, EUA. Declarado comunista de extrema esquerda, Bray se tormou militante anarquista no ambiente das lutas anticapitalistas do movimento antiglobalização, e esteve coordenando diversos eventos como um verdadeiro Black-Block. Essa sua nefasta obra, é um verdadeiro guia de violência. O livro é tão subversivo que na primeira página já traz em letras garrafais maiúsculas no topo da página: "BATER ONDE DÓI... E COM FORÇA!". Ao longo do livro criminoso, há orientações desde de como fazer um coquetel molotov. guerrilha urbana, até estratégicas criminosas sobre como e onde começar a destruir com impacto simbólico, além de muitas orientações sobre frieza, violência, tortura e crueldade.




Há fortes evidencias de que o globalismo e progressismo mundiais, comandados pelo magnata húngaro-estadunidense George Soros, é quem está por detrás da coordenação global desses movimentos que também estão atacando os EUA com o pretexto de manifestação anti-racista. A prática, mais uma vez logo mostrou que lá os saques a loja, destruições e vandalismo a prédios públicos  e particulares, só comprovam que há uma orquestração criminosa de um movimento ligado aos ANTIFAS.

Muitos daqueles que estavam naquele movimento anarquista, foram identificados como procurados da justiça, ex-presidiários, muitos deles soltos por conta das liberações judicias autorizadas pelo STF por conta da pandemia. No Brasil há um delitivo conluio de todas as entidades que formam o pernicioso establishment, para tentar desestabilizar o atual governo, gerando um clima de instabilidade social e crise econômica em meio a pandemia. Estão esticando a corda de maneira dolosamente criminosa, basta saber até que ponto essa corda vai aguentar.  



Saques a lojas na Av Paulista pelos ANTIFA

Vandalismo é uma marca dos ANTIFA

O prejuízo já chega a casa de 10 milhões de reais em São Paulo e Curitiba





















domingo, 26 de abril de 2020

Live solidária 26/04/2020 às 20:00h - Cestas básicas para famílias carentes

Neste domingo (26/04/2020) às 20:00h vamos estar realizando uma live solidária com a finalidade de arrecadar cestas básicas para doar para famílias carentes. Esperamos que Deus abençoe cada pessoa que colaborar com esse projeto. Vamos prestar contas detalhadas de tudo, com cada pessoa que colaborar. Vamos juntos amenizar a situação de famílias que atravessam essa grave crise decorrente da pandemia. Pr Gesiel Oliveira e Prª Berenice Rabelo

Para fazer sua doação:
Banco do Brasil
Ag: 2825-8
Cc: 147409-X 

Mais informação Whats: (96)991501008

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2020

Ideologia de gênero: Cientistas de Harvard e MIT nos EUA comprovam que não existe "gene gay"

É difícil imaginar que ao longo de todos esses anos, essa teoria fraca e insubsistente, influenciou tanta gente de forma nefasta nas escolas e faculdades de todo o mundo, desde o início da década de 80, quando a filósofa pós-estrutularista Judih Butler, criadora dessa loucura delirante chamada de "Ideologia de Gênero", começou a bradar nos centros de ciências humanas da Universidade da Califórnia em Berkeley, no EUA, esses ensinos desprovidos de base científica, que haveria um "gene gay" que determinaria a sexualidade do ser humano. Mas esse falso postulado foi germinado ainda bem antes, em na década de 40 em Paris, com a francesa Simone de Beauvoir, que escreveu diversas obras da qual se destaca um dos maiores clássicos do movimento feminista “O segundo sexo”, publicada em 1949. Beauvoir foi considerada uma das maiores teóricas do feminismo moderno. Algumas de suas frases mais conhecidas são: “Ninguém nasce mulher: torna-se mulher” e também “Nenhum destino biológico, psíquico, econômico define a forma que a fêmea humana assume no seio da sociedade; é o conjunto da civilização que elabora esse produto intermediário entre o macho e o castrado, que qualificam de feminino”. 

O estudo, publicado na revista Science, aponta que, na verdade, que não há nenhum comprovação científica de um gene específico determinante para a sexualidade. Mas que fatores comportamentais são decisivos para que pessoas que se relacionam com pessoas do mesmo sexo.

Os pesquisadores das universidades de Harvard e Massachusetts Institute of Technology (MIT) examinaram a composição genética de 409 mil pessoas inscritas no projeto Biobank do Reino Unido e 68,5 mil registradas na empresa de testes genéticos do Projeto 23andMe. Os participantes foram selecionados exclusivamente entre pessoas que possuíam relações com parceiros do mesmo sexo.

Agora, 40 depois dos primeiros postulados, a universidade de Harvard anuncia o resultado de pesquisa que a vovó já sabia há muito tempo: não existe gene gay. Tudo não passa de influência comportamental behaviorista. Ou seja, gays influenciando e estimulando outras pessoas a serem gays. E se utilizaram desse engodo para se infiltrarem nas escolas e universidades por décadas. Demorou, mas a verdade veio à tona, mesmo que os terríveis efeitos e consectários sejam mais difíceis de serem contidos de forma imediata, especialmente no plano da base escolar e intelectual das academias. 


Gesiel de Souza Oliveira - Membro da ALEA (Academia de Letras Evangélica do Amapá), ocupando a cadeira de nº 19.
Siga-nos nas redes sociais:
Blog: drgesiel.blogspot.com
Twitter: @PrGesiel_
Insta: @prgesieloliveira
Face: Gesiel Oliveira

sábado, 18 de janeiro de 2020

É difícil limpar o chiqueiro com os porcos dentro - Por Gesiel Oliveira


O Bolsonaro já derrubou mais de 900 decretos de pura burocracia e acréscimos de impostos, taxas e emolumentos criados pelo PT. O Bolsonaro em 10 meses terminou de asfaltar uma gigantesca estrada, BR 163, que é o principal corredor de exportações do Brasil, que estava envolvido em esquemas de desvios de recursos públicos e em "construção" há 42 anos. A Bolsa batendo 118 mil pontos (recorde histórico), carteira de estudante grátis (acabou com a mamata do PCdoB e da UNE), concedeu o 13° do Bolsa-família, gerou 1 milhão de novos empregos no 1º ano de governo, garantiu auxílio vitalício para bebês anencéfalos, zerou as taxas e impostos para medicamentos para tratamento do câncer. 

Aprovou o pacote anticrime aumentando a pena máxima aplicada de 30 pra 40 anos. Primeira vez desde a redemocratização do Brasil que um presidente termina o primeiro ano de seu governo sem corrupção ligada ao presidente. Queda histórica do juros de 14,5% para 4,5% (menor taxa desde que o modelo de acompanhamento foi criado em 1999). Aprovou a reforma da Previdência que vai gerar uma economia de quase R$ 1 trilhão nos próximos 10 anos. Bolsonaro já construiu mais de 300 poços artesianos no sertão do nordeste até agora, baixou o DPVAT em 86% (e só não o extinguiu por conta do STF e da esquerda podre), instituiu a posse de armas para o cidadão do campo poder proteger sua família (e só não estendeu para o cidadãos da cidade por culpa da esquerda, do Congresso e do STF que casaram o decreto presidencial), vai reduzir a alíquota do IR e isentar quem recebe até R$3 mil. 

Acabou com horário de verão, acabou com ideologia de gênero nas escolas (mas o STF está tentado restituir), diminuiu os ministérios de 49 para 22 com uma economia de mais de 200 milhões, extinguiu mais de 22 mil cargos criados pelos petistas só para pendurar apadrinhados e militantes esquerdopatas com uma economia de cerca de R$200 milhões, aumentou o piso salarial dos professores em 12,84% (o maior reajuste desde o FUNDEB foi criado) passando de R$2.557,74 para mais de R$2.888,24, acabou com as mamata da Lei Rouanet, instituiu inúmeras escolas militares com os melhores desempenhos educacionais do Brasil, reduziu os homicídios e mortes violentas em mais de 22% salvando mais de 9 mil vidas só este ano, cara eu poderia ficar falando aqui linhas e linhas, e nada disso foi divulgado pela imprensa suja, podre, viúva dos rios de dinheiros e verbas públicas, que o Bolsonaro cortou. 

Essa mesma imprensa que não tendo o que falar, se foca só em mostrar trechos isolados, distorcidos e tirados do contexto de falas do presidente, dos seus filhos e ministros. Essa imprensa suja e asquerosa perdeu toda a sua credibilidade. A Globo está quebrando, perdendo anunciantes, demitindo seus funcionários e reduzindo salários dos atores, jornalistas e do que sobrou, e fechando empresas de seu grupo, por isso vive dia e noite caluniando, difamando e injuriando o atual governo em seus telejornais decadentes. A esmagadora maioria da imprensa de hoje está impregnada dessa nefasta ideologia dita "progressista" (um eufemismo para o termo socialista), que não deu certo e nenhum lugar do mundo. Deixem o presidente trabalhar! Desarmem os palaques que vocês perderam! O que os governos de esquerda (PSDB e PT) fizeram nos últimos 20 anos a não ser roubar, roubar e aumentar impostos? Não tem jeito, esse é novo Brasil, e mesmo com toda a resistência dos velhos ratos e porcos da sistêmica corrupção, o Brasil vai dar certo. Brasil acima de tudo, Deus acima de todos. 

Gesiel Oliveira