terça-feira, 4 de dezembro de 2018

Pr Crispiniano Fernandes de Melo um dos pioneiros da Assembleia de Deus no Brasil - Por Pr Gesiel Oliveira

Este senhor de olhar sereno sentando em uma rede é um dos pioneiros da obra de Deus no Amapá. Trata-se do Pr Crispiniano Fernandes de Melo, que foi o terceiro pastor ordenado pela Assembléia de Deus no Brasil. Serviu nas Ilhas paraenses. Nasceu em agosto de 1885, era proprietário de Jupatí, uma vila do município de Afuá, no arquipélago da Ilha de Marajó, no Pará, e casado com Júlia Braz de Melo. Quando os missionários Daniel Berg e Gunnar Vingren visitaram Jupati, ele se converteu, num sábado de maio de 1912, e após sua conversão, pregou para seus funcionários e todos aceitaram a Jesus. Desta maneira, em 1914, foi fundada a Assembleia de Deus de Jupatí, a segunda igreja das Assembléias de Deus. Gunnar Vingren escreveu que ele trabalhava com borracha e viajou diversas vezes para um rio para testificar de Jesus. Depois de um determinado tempo, havia ali um grupo de uns sessenta crentes que Crispiniano Melo mesmo batizou nas águas (provavelmente, esse local seria Jupatí). Foi sustentado pela Assembleia de Deus de Belém (PA). 

Crispiniano também atuou na evangelização de Macapá, capital do Amapá. Em 1974 nos dias finais de sua vida, aos 89 anos, ele se achava vivendo com sua esposa em Porto Santana (AP), tendo sido amparado pelo pastor da AD local, Serafim Pires de Souza (irmão Souzinha), e pelo pastor de Macapá, Otoniel Alves de Alencar. Esse é um dos raríssimos registros fotográficos em vida do Pastor Crispiniano Melo, que passou para o Senhor quando estava residindo em Santana. Pr Crispiniano Fernandes de Melo, foi um dos pioneiros da obra do Senhor em Santana. Morreu em meio a pobreza material, mas com a maior riqueza, a certeza do Galardão celestial. Antes de seu falacimento, morava em uma casa de madeira com um quarto e uma pequena sala sem forro atrás de uma casa de oração em Santana. Ele faz parte de nossa história da Assembleia de Deus no Amapá, e é um dos dos muitos guerreiros anônimos que ajudaram a começar essa grande obra, e que hoje queremos homenagear. Há hoje uma escola de ensino fundamental no município de Afuá, na Ilha do Marajo, no Estado do Pará, que leva o seu nome. Há pouquíssimos registros históricos sobre sua vida. 

Texto: Pr Gesiel Oliveira

Nenhum comentário :

Postar um comentário