sábado, 7 de abril de 2018

Não é possível ser cavalheiro com quem andou de braços dados a vida toda com a vilania.


Estamos atônitos assistindo a maior desmoralização da justiça no Brasil. Um comprovado réu que responde a 8 processos que incluem: corrupção passiva, lavagem de dinheiro, formação de quadrilha, tráfico de influência, organização criminosa, obstrução da Justiça, dentre outros inúmeros tipos penais, que correm na justiça em Curitiba, Brasília e Rio de Janeiro. O homem que beijou a mão do Papa, que andou na carruagem real da Rainha da Inglaterra, e que foi chamado de ‘O CARA” por Barack Obama, homem mais poderoso do mundo, agora esperneia, grita e achincalha a justiça para não ser preso. Ontem fez churrasco no prédio onde está entrincheirado organizando o próximo teatro vitimista que vai usar hoje para sensibilizar seus cegos seguidores (quase asseclas) que envergonham e desmoralizam mundialmente a polícia federal e a justiça brasileira. Moro em seu sentença de prisão tentou ser cordial com quem tem índole facínora ao dar prazo, ao não permitir o uso de algemas e garantir cela de estado a quem não tem nível superior nem tem direito a foro privilegiado. Não é possível ser cavalheiro com quem andou de braços dados a vida toda com a vilania. Não é possível andar pela linha da legalidade com quem andou a vida toda a margem dela. Lula não é um novo “Padre Cícero”, Lula não foi o melhor do presidente do Brasil, Lula não criou os benefícios sociais, maioria absoluta surgida ainda durante o regime militar. Lula não está acima da lei. Lula não passa de um apedeuta verborréico com forte poder persuasivo e mitomaníaco, que escamoteia sua inata e real empáfia por detrás de discursos populistas, e que agora controla o momento em que quer ser preso, se for!. 


É um escárnio! As redes sociais estão espalhando inúmeras mentiras a esse respeito. Neste momento Lula está em uma "missa de nascimento" da Marisa Letícia, apesar de Lula nunca ter pedido ou participado uma missa como essa quando Marisa estava em vida. Nunca ouvi dizer que exista essa tal “missa de nascimento”. Na verdade tudo não passa de mais um instrumento maquiavélico de um criminoso contumaz, muito bem orientado por advogados, que resiste até a último segundo  para impedir e obstar o cumprimento da ordem judicial. Esse teatro de resistência tem um Pr propósito certo de transformá-lo em um “mártir”. Este prédio em São Bernardo, que agora serve como “fortaleza” do chefe da quadrilha, já serviu nas últimas 32 horas como sindicato, “churrascaria”, “bar”, agora serve como “templo” por alguém que sempre ignorou e desrespeitou a religiosidade ao longo de sua vida com visão marxista. Sendo que o convite da "missa-show" espalhado pela Internet diz que após a "missa", haverá show de Leci Brandão, Maria Gadu, e outros artistas renomados. 


Virou bagunça geral, virou boate, cabaré! Lula com mandado de prisão expedido, está dançando e tripudiando na cara da justiça. Lula tomou a espada da justiça para usar como "taco" na mesa de bilhar dessa festa feita para escarnecer a lei e as instituições públicas. Lula tirou a venda da deusa "Themis" para usar como "bandana" de protesto "NÃO PASSARÃO E FORA TEMER", e botou a deusa grega para cantar "ontem você acabou comigo" da banda "velhas virgens", no cabaré montado pela ineficiência da polícia federal e da justiça brasileira. É uma exploração absurda da morte de uma mulher, que chega a níveis insanos. Resta-nos esperar o desfecho dessa antecipada segunda temporada de “O MECANISMO”. Gesiel Oliveira.


Um comentário :

  1. Na minha visão o Moro está jogando e sabe que Lula chegará à cela a qualquer momento. Ele não tem pressa, tem estratégia. Obviamente, tudo isso é uma palhaçada gigantesca e vai ter um preço caro para o PT e as esquerdas, suas linhas de transmissão. Por enquanto, vivi para ver o esquerdismo laico se fiar numa missa para não ver Lula preso. E com as cabeças pensantes do movimento todas presentes.

    ResponderExcluir