sábado, 4 de maio de 2019

Atenção redobrada aos 6 D's - Por Pr Gesiel Oliveira.


Aqui quero deixar uma lista para que as famílias estejam atentas com aquilo que eu chamo de os “6 D's”, que são fases progressivas que antecedem o suicídio, uma espécie de escada, mas que vai para baixo, degrau a degrau, lembrando que nem sempre as fases acontecem uma a uma, às vezes há saltos, mas regra geral, é essa a sequência:

1) Desilusão: Pode ser amorosa, profissional, sentimento de tristeza, frustração; desapontamento, decepção. Perda da alegria; decepção. Normalmente as desilusões iniciam a sequência degradativa.

2) Desamparo: nesta fase a pessoa sente a ausência de diálogo, tem sensação de que a pessoa está só (mesmo que isso não esteja acontecendo), mas a pessoa acredita que está tendo um sentimento de rejeição, desprezo pelas demais pessoas, um alijamento em relação aos outros.

3) Desespero: a pessoa começa a mudar seu comportamento. Sente vontade de gritar, passa a ter atitudes bipolares (ora está alegre, ora triste), há um destempero em sua reações. Há um desequilíbrio na forma como age. A pessoa  desrespeita, xinga, ofende, na verdade a pessoa está gritando silenciosamente por socorro e pouco conseguem perceber isso.

4) Desesperança: É a fase saudosista. Eles falam muito do passado, com saudades de coisas que já passaram, que já fizeram ou que deixaram de fazer, e por conta disso  deixam de fazer planejamentos. Aí vem a melancolia. A pessoa perde a esperança em tudo. Se julga incapaz, sem utilidade, sem valor algum.

5) Desinteresse: nesta fase a pessoa perde a vontade de buscar a beleza da vida. Se desinteressa por coisas que antes gostava de fazer. Recusa convites, se fecha pra diversões e lazer, e em estágio mais avançados, deixa de se cuidar, não liga mais para higiene pessoal (fica cabeludo, anda fedorento, mau hálito, etc). A pessoa está morrendo ao poucos. Já se percebe nessa fase atitudes de profunda tristeza e ausência de vontade de viver.

6) Depressão: esse é a última fase e o estágio mais profundo, e que normalmente antecede ao suicídio. A depressão é uma doença psiquiátrica, crônica, psicossomática e recorrente, que produz uma alteração do humor caracterizada por uma tristeza profunda, sem fim, associada a sentimentos de dor, amargura, desencanto, frustração, desesperança, baixa autoestima e culpa, assim como a distúrbios do sono e do apetite. É nesra fase que normalmente as pessoas tiram as suas vidas.

Mas isso não é o fim! É aí que entra o médico dos médicos. Aquele que renova as nossas forças, que reescreve nossa história e dá novo sentido à nossa vida. Aquele que resolve causas impossíveis: JESUS DE NAZARÉ. Paulo nos diz em Filipenses 3.13,14: "Eis que faço nova todas as coisas mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim. Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus". Prossiga, você não está só!

Pr Gesiel Oliveira

Nenhum comentário :

Postar um comentário