segunda-feira, 25 de março de 2019

O que está acontecendo na CEADER?

Aconteceu no dias 22 e 23 a 230ª a AGO da CEADER, que tem sede do Rio de Janeiro, mas está espalhada em diversos Estados por meio de coordenações. A CEADER é uma das maiores convenções do Brasil e uma das mais antigas. 

Mas há algum tempo esta convenção vem sofrendo com impacto da baixa frequência de convencionais em suas Assembleias Gerais. Esta última convenção teve uma das mais baixas frequências de todas as suas edições, pouco mais de 700 convencionais, mas a organização do evento afirma que estiveram presentes  1718 Ministros, que inclusive estavam aptos a votarem. Alguns pastores ligados à CEADER afirmaram ao nosso blog que: "o número foi de cerca de 700 porque era eleição, porque em Assembleias Ordinárias o número costuma ser ainda menor, com cerca de 350 a 400 participantes". 

AGO da CEADER dia 23/03

Há diversos fatores que podem estar promovendo isso, mas um deles se sobresai: o descontentamento com os rumos da atual administração. Foi reeleita, neste final de semana, praticamente a mesma base, num processo de continuísmo que desgasta e preocupa os convencionais cariocas. 

Pouco mais de 706 votaram, mas a organização do evento fala em 1718 presentes. 

Diversos pastores da CEADER relatam um clima de descontentamento e desânimo geral que permeia a atmosfera de uma convenção que possui mais de 5 mil convencionais, mas apenas pouco mais de 706 votaram no dia da eleição, que também foi conturbada.



A CEADER é uma das poucas convenções que permite que o convencional possa (caso assim o deseje) estar ligado na Estadual a outras convenções como a CADB, desde que na geral esteja ligado a CGADB. A convenção aconteceu na última sexta (22) e sábado(23) na cidade Paty do Alferes/RJ.

Antes mesmo da eleição muitos convencionais entraram com pedidos de desligamento da CEADER. O resultado continuísta das eleições, muito contestado, acelerou ainda mais esse processo. O Pr Flávio Marinho, chegou a postar em grupo de pastores uma foto impactante de uma mão com escoriações que seria do Pr Davi Nobre Rocha que teria sofrido uma agressão somente pelo fato de tentar pedir uma questão de ordem durante os momentos que antecederam a eleição. Além disso ainda disse em sua postagem que "havia seguranças armados que o presidente da CEADER constituiu".

Foto publicada pelo Pr Paulo Marinho

Somando-se os votos da chapa 1 que saiu vitoriosa, com 454 votos, com os da chapa 2 que obtiveram 252 votos, obtemos 706 votos, uma expressão do que vive hoje esse raquitismo convencional nesta convenção carioca. 

A necessidade de renovação desgasta ainda mais a já porosa administração. Grupos internos insatisfeitos estimulam a saída em massa, vozes são sufocadas na força do rolo compressor do continuísmo, e a esperança de mudança  se protai para uma possibilidade incerta que só  se pode discutir para depois dos próximos dois anos. Por enquanto, resta aos convencionais se contentarem com o enauseante "mais do mesmo". 



Nenhum comentário :

Postar um comentário