terça-feira, 26 de abril de 2016

CGADB descumpre ordem de exibição de documentos, sofre multa astronômica e pode ter suas contas bloqueadas a qualquer momento.

                               A CGADB pode ter suas contas bloqueadas a qualquer momento por uma determinação judicial oriunda do processo nº 0605658.14.2013.8.04.0001 da 1ª vara cível da Comarca de Manaus-AM. A ordem judicial se deu por conta do descumprimento de ordem de exibição de documento, que gerou um montante de multas diárias impagáveis. Alguns blogs e sites chegaram a anunciar que o bloqueio já havia ocorrido, mas a informação correta é que este bloqueio ainda não aconteceu, mas pode vir a acontecer a qualquer momento

Pr José Wellignton: contas da CGADB podem ser bloqueadas
                               Para que possamos entender a origem de tudo isso, é preciso voltar a abril de 2013, e compreender os fatos que antecederam a eleição para presidência dessa instituição eclesiástica nacional. O resultado apresentado nas urnas foi intensamente contestado à época. Dentre os 16.410 votos válidos dos milhares de pastores aptos a votar, José Wellington obteve 9.003 votos (54%) e contra 7.407 (46%) de Samuel Câmara. Ainda houveram 162 votos brancos e 175 nulos. A insatisfação do candidato derrotado tinha fundamento. Informações desencontradas e sucessivos pedidos administrativos negados, por parte do Pr Samuel Câmara, começavam a evidenciar que os números reais não eram aqueles que foram oficialmente publicados. Quando essa notícia começou a circular, muitos convencionais chegaram a criticar a postura do candidato paraense derrotado nas urnas. Mas hoje os fatos começam a se clarificar.  É importante frisar que não foi o Pr Samuel Câmara que gerou esse iminente bloqueio, foi a intransigência e ação obscura da presidência da CGADB, na tentativa de encobrir informações que revelariam como de fato se deu essa vitória na 41ª AGO, que consequentemente levaram a justiça a determinar esse bloqueio. 

                               Nosso blog ouviu André Câmara, filho do Pastor Presidente da Assembleia de Deus em Belém-PA, que disse que: “o Pr Samuel realmente é o autor dessa ação judicial impetrada na justiça do Amazonas, e procurou simplesmente como convencional que é, alcançar a liberação e publicação da conciliação bancária para a qual milhares de pastores se inscreveram para participar da 41ª AGO, que aconteceu em abril de 2013 em  Brasília. Foi essa negativa que gerou todo essa questão”. Como a determinação judicial ingressada antes da 41ª AGO não foi atendida, em uma conduta negativa até agora “nebulosa”, a justiça amazonense, aplicou a multa pecuniária que ficou estabelecida em R$50 mil por dia de descumprimento.

Iminente bloqueio é resultado do descumprimento de determinação judicial
                               No dia três de março deste ano, foi expedida ordem pelo juiz da 1ª. Vara Cível e Acidentes do Trabalho de Manaus, José Renier da Silva Guimarães, que estabeleceu quinze dias para que a CGADB efetuasse o pagamento das multas. Como isso não aconteceu, no dia 19 de abril as contas da CGADB podem ser bloqueadas a qualquer momento. Pelo que consta no arrazoado dos autos da ação, houveram vários pastores que estariam inscritos para votarem, mas que não constava o recolhimento do pagamento da inscrição na tesouraria da CGADB. Foi esse espelho de pagamento que foi negado a sua apresentação à justiça, razão que gerou esse montante astronômico da multa, que ultrapassou em valores atualizados, a cifra de R$9 milhões.

                               A negativa em liberar a exibição do documento, gerou ainda mais desconfiança. Pastores ligados ao grupo da presidência informaram em seus perfis em redes sociais, que esse desgaste e incerteza tem forçado o grupo comandado pelo Pr José Welligton a recuar e tentar uma conciliação para resolver essa situação. É lamentável ver mais esse capítulo na história dessa instituição que, ano após ano, vem sendo enfraquecida e desgastada depois da trigésima primeira reeleição sob a mesma intransigente batuta. Vamos aguardar os novos capítulos desse mais novo imbróglio gerado pela CGADB.


Por Gesiel Oliveira - drgesiel.blogspot.com

Nenhum comentário :

Postar um comentário