quarta-feira, 30 de julho de 2014

Ouvindo os dois lados (Por Pr Dr Gesiel de Souza Oliveira)


Uma das minhas maiores preocupações em tempos de informação imediata, é o cuidado em procurar saber a fonte, em procurar conhecer os fatos antes de repassá-la com um simples toque pelo Whatsapp, Facebook, Twitter ou outras redes sociais de comunicação instantânea. Antes de tudo quero dizer que não tenho procuração do Pr Paulo Marcelo para proceder à sua defesa, mas por conhecê-lo de longas datas, sabendo que sempre foi um pastor que nunca desonrou sua convenção, que sempre levou a mensagem do evangelho genuíno dentro e fora do País, e que tem um ministério que ao longo de tantos anos tem enfrentado a fúria do inimigo de nossas almas, pregando, apoiando a obra e cumprindo o IDE do Senhor, passo a fazer esta reflexão textual. Pois bem, uma noticia intitulada "Pastor Paulo Marcelo é preso com armas, drogas e munições" correu de forma viral, inconsequente e leviana há cerca de duas semanas pelas redes sociais. Eu também fui um dos que recebeu a tal "informação" via Whatsapp. Imediatamente percebi que havia algo errado. Li muitos comentários de pessoas que não conhecem o ministério deste honrado homem, não conhecem a sua vida como pastor, pai de família e servo de Deus dedicado à obra. Li comentários tecendo duríssimas críticas, condenando-o, jogando a sua imagem na lama, sem ao menos ter o cuidado de abrir o www.google.com e procurar saber a origem dos fatos. Mas notícia ruim corre o mundo enquanto a verdade ainda está se calçando. Mas a verdade sempre triunfa sobre a mentira, é só esperar, que o tempo se encarrega de revelá-la, e foi o que aconteceu em seguida. Lamento que a verdade dos fatos não tenha corrido na mesma velocidade que as acusações levianas pelas redes sociais. Dessa forma, o próprio pastor emitiu nota de esclarecimento em seu perfil no Facebook sobre o que de fato aconteceu, leiam:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A todos os meus admiradores, amigos e irmãos em Cristo Jesus, que têm nos acompanhado e apoiado com as vossas orações ao longo de mais de 15 anos de atividades Ministeriais, como pregador do Evangelho. 
Venho publicamente, pelo respeito e consideração que tenho por todos, esclarecer acerca das informações, que desde ontem estão sendo vinculadas nas redes sociais e em alguns meios de comunicação, envolvendo a minha pessoa.
1- Há alguns meses fui convidado para um projeto político no meu estado do Paraná, orando a Deus e falando com minha família, achamos melhor não, nesse intervalo algumas pessoas de muita influência em Foz do Iguaçu, me ameaçaram a não sair, pois os interesses pessoais são maiores que os interesses da defesa da família e da fé, como não aceitei, e mesmo assim alguém ainda me achava uma ameaça, há meses convivia com um terror psicológico e emocional. Como minha família esta sozinha e eu em minhas muitas viagens, contratei um segurança pessoal, que trabalha e às vezes permanece em minha residência, outras me acompanha durante o dia, me leva ao aeroporto, para a igreja, leva meus filhos ao colégio e os busca.
2 - Como ainda não sei, mais em breve saberemos, houve uma denúncia que em minha residência havia alguém armado. Foi expedido um Mandado de Busca e Apreensão, e na data de 16/07/2014, tal Mandado foi cumprido, sendo encontrada a arma no coldre, e dentro coldre algo que ainda não sabemos o que se trata que foi notificado como aparente entorpecente. A arma e o possível entorpecente estavam no mesmo lugar, lugar esse que meu funcionário frequenta e havia deixado sua ferramenta de trabalho lá. Sendo homem público e muito conhecido não sabemos como a imprensa acompanhou a diligência policial. As notas em internet foram notificadas antes de os fatos serem esclarecidos.
3 - Apresentamos o registro da arma, pois tal é devidamente legalizada, como um funcionário já informou pertencer a ele o que foi encontrado. 
4 - Já informei a meu Pastor Presidente Isaias Cardoso dos Santos, ele recebeu meu funcionário, entendeu o ocorrido e como me conhece há 19 anos e minha história fala mais alto que um fato, entendeu e fará também uma nota em carta no meu site e enviaremos a quem acharmos conveniente.
5 - Sou muito bem preparado para momentos assim, confesso que estou sofrendo muito, pois isso acontece em Foz do Iguaçu diariamente, e a imprensa não notifica nada, as fotos que foram publicadas estão em croma, quem conhece internet sabe o que estou falando, mais como sou pessoa pública e principalmente Pastor usaram isso para ofender a Igreja e nossa fé, infelizmente muitos irmãos ajudam a promover fatos desordenados e que não foram no momento esclarecidos, mas breve serão !
6- Peço oração por mim, por minha família, pelos meus funcionários e colaboradores que amo muito e tenho carinho por todos eles, quero deixar muito claro que estou esclarecendo isso não por ter medo de perder agenda ou notoriedade, pois o que queria ter visto já vi, sou antes de mais nada um pregador conhecido, sou crente e amo a Deus, ao Senhor Jesus, e a vocês, por isso posso pregar aqui até Jesus voltar, ou aí nas igrejas que me amam, que me conhecem, nos Pastores e amigos que tenho e fiz em 15 anos. Peço a compreensão de todos, o amor de vocês, e esperem os fatos virem a tona depois julguem, concluam seus raciocínios, mais os que me amam e me conhecem esses não preciso justificar nada, pois sabem quem sou, então me ajudem nessa guerra que vai passar e logo estarei na sua Igreja para chorarmos juntos de alegria e com vitórias em Deus !
Irmãos, compartilhem !!! Vamos superar a noticia infundada com a verdade.
Rogo a oração dos crentes em Jesus.
Fiquem na Paz do Senhor!!!
Seu amigo
Pr Paulo Marcelo
Servo de Deus.


Depois do esclarecimento de proprio punho do Pr Paulo Marcelo, a própria convenção ao qual o Pr Paulo Marcelo pertence CIEADEP - Convenção das Igrejas Evangélicas Assembleia de Deus do Estado do Paraná, por meio de seu presidente, o respeitado Reverendo Ival Teodoro da Silva e o Presidente da IEADFI, Reverendo Isaías Cardoso dos Santos, emitiram uma nota oficial informando que fizeram uma minuciosa análise por iniciativa do próprio Pr Paulo Marcelo, com oitivas, provas testemunhais e materiais, e concluíram que tudo não passou de um mal entendido, (que acredito eu, ser um plano arquitetado de desmoralização por questões políticas naquele Estado - grifo nosso) ao qual o referido pastor foi dolosamente e injustamente submetido. Veja a nota:






terça-feira, 22 de julho de 2014

A paciência (Por Pr Gesiel de Souza Oliveira)


Por que sonhar sem insistir?
Por que prosseguir sem ter um alvo a perseguir?
Pois esse esforço de que adiantaria?
Ter um alvo se não tivermos iniciativa?
Sem fé, sem insistência e uma meta
É impossível seguir na direção certa
O que a maioria acha, não muda o que é
Continue buscando seus sonhos com fé
Só não se machuca quem foge das batalhas
Mas quem prossegue, vence as suas falhas
Cedo ou tarde terá sua oportunidade
É questão de organizar suas prioridades
O impaciente costuma entregar sua benção para o persistente
Por isso seja sempre prudente e esteja sempre ciente
Que o caminho que leva a vitória passa pelo deserto
E algumas desmotivações virão por certo
Desistir é mais cômodo que tentar
Não pare de andar, insistir e buscar
Prossiga, mesmo diante da dificuldade
Jesus converte frustração em felicidade
Não murmure no vale da tribulação e perseguição
Transforme as pedras do caminho em altares de adoração
As tuas lágrimas regarão a semente dos teus ideais
Ter prudência no caminho nunca é demais
Tenha um sonho, iniciativa e persistência
E saiba que a vitória só vem com paciência
Deixe a luz da esperança guiar tua trajetória
E Jesus afastar a escuridão da incredulidade da sua história
A história não eterniza covardes
Mesmo com medo, prossiga controlando as ansiedades
Independente do que os outros tenham em mente
E não olhando para o impossível, vá lá e tente.
Pr Gesiel Oliveira.

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Viva a vida! (Por Gesiel Oliveira)

Reclamamos e dizemos que nossa vida não muda, não melhora, que tudo o que desejamos não dá certo, esquecemos de que somos únicos no mundo. Privilegiados e diferenciados dentre 7 bilhões. Comemos, bebemos, trabalhamos, dormimos e permanecemos a reclamar sem nos movermos do lugar, esperando que as coisas mudem, sem que nossas atitudes mudem. Perdemos muito tempo fazendo o dispensável e deixando pra depois o indispensável. Começamos e paramos constantemente, pois invertemos a ordem de prioridades. Não somos capazes de lembrarmo-nos do que comemos ontem, da data do aniversário do nosso filho, de nossos compromissos com a nossa família, mas não esquecemos de nenhum detalhe que envolva dinheiro, trabalho e outras trivialidades que desnorteiam-nos de nossas metas. Sequer somos capazes de lembrarmo-nos das datas importantes nas vidas dos que estão próximos de nós e dos únicos que verdadeiramente se importam conosco. A crise de prioridades começa quando valorizamos mais o que aparentamos ser aos olhos dos outros, do que o que realmente nos faz sentir bem. Perdemos mais tempo sonhando que buscando. Ficamos parados e anestesiados pelo individualismo, pela falsa ideia que o nosso dinheiro nos proporciona. Dessa forma apenas sobrevivemos. O pedido do nosso filho, esposa, parente e amigos tem sempre um lugar secundário em nosso cotidiano. E por que não vivemos? O difícil mesmo é quebrar a inércia. Sair do comodismo de uma vida insossa e cinzenta. O dia acaba e a noite chega todos os dias. Vemos nossos cabelos brancos se multiplicarem, viramos a folhinha dos meses e nada muda, apesar do nosso sonho, que vai ficando cada vez mais esquecido, até virar somente uma lembrança. E é aí que a “ficha cai” e percebemos quanto tempo perdemos. Quantos bons momentos foram desperdiçados, quantas oportunidades se esvaíram, quanta vida deixamos de viver. Envelhecemos vivendo sem pensar no amanhã, dizendo que a vida não presta e é sem graça. Achamos sempre que temos pouco? Devemos parar e olhar ao nosso redor, tirar os olhos do obvio e comtemplar aquilo que ninguém vê. O que passa despercebido pela pressa do nosso cotidiano, nos pequenos detalhes, nos mais ínfimos, pequenos e insignificantes gestos, atos e momentos. A felicidade pode estar ali. Devemos parar de reclamar e procurarmos ver a vida por outros ângulos. Viver a vida fora do quarto, fora de nossas casas, fora de nossa rotina. Saiamos dos nossos bairros, das nossas cidades, para redescobrir a beleza e o sentido da vida. Nem precisa gastar para ser feliz, basta ter iniciativa e vontade. E se puder, visite outros lugares, e volte sempre melhor do que foi. Não tenha vergonha de suas origens. Lembre-se: tem muita gente que tem pouco, come pouco ou quase nada, que bebe o que tem agora, e implora para que suas crias não morram de sede e fome, e morrem. Assim como a água dá à planta o milagre das flores, um espírito alegre faz brotar em nós uma vida de felicidade permanente. Tem gente que não tem quase nada e mesmo assim é feliz. E você, não é feliz por quê? Porque não foi ao shopping? Porque não tem o emprego dos sonhos? Porque não comprou o carro da moda? Por quê?. A felicidade que você procura está na simplicidade da vida que você leva agora, em um aperto de mão, em um abraço, em um sorriso, em um pequeno momento aproveitado com quem vc ama, coisas que muitos não possuem e almejam. Para quê acumular riqueza abrindo mão da paz, dos amigos, familiares, do bem estar, lazer, saúde e felicidade? Saiba que o dinheiro não compra essas dádivas. Paz serenidade e uma vida simples ao lado de pessoas simples, vivendo de forma compartilhada, em comunidade, simples e de forma colaborativa, onde tudo é compartilhado, e os auxílios são recíprocos. Esse lugar é o mesmo onde provavelmente muitos de nós já vivemos hoje. Onde a vida, apesar das dificuldades, nos proporciona algo inestimável: a felicidade. Então, se quer que o mundo mude, mude você primeiro, porque o mundo muda com você. Ter uma vida dedicada ao dinheiro é uma forma de “pobreza”, pois a vida tem uma riqueza maior: a felicidade. A vida passa e leva junto lembranças, sonhos, amores e amizades, mas nos permite cultivar sementes que serão plantadas por quem tem o cuidado de não só passar, mas de deixar. A felicidade se busca com um olhar mais aguçado da beleza que está em nossa volta e que muitas vezes, só nós não percebemos.

quinta-feira, 10 de julho de 2014

Minha opinião sobre o aborto (Por Pr Gesiel de Souza Oliveira)

Primeira, analisando argumentos biológicos e legais, entendo que o feto é um ser humano, então deve possuir os mesmo direitos que qualquer indivíduo, adulto ou não, nascido ou não. Não há como traçar uma linha (que seja livre de contestações) na qual se possa determinar quando o feto passa a ser uma pessoa ou a possuir vida, então o melhor é partir do pressuposto que se trata de uma vida desde o momento da concepção. Toda pessoa tem direito à vida, logo, o feto também deve possuir esse direito. A mãe deve ter o direito de decidir sobre o que ocorre com o seu corpo, mas não com o corpo que está em seu útero. A grávida tem obrigação moral de suportar os meses da gestação e parir seu filho. O primeiro argumento que sempre surge contra a opinião cristã sobre o aborto é: “E no caso de estupro e/ou incesto?”. Por mais horrível que fosse ficar grávida como resultado de um estupro e/ou incesto, isto torna o assassinato de um bebê a resposta certa? Dois erros não fazem um acerto. A criança resultante de estupro/incesto pode ser dada para adoção por uma família amável incapaz de ter filhos por conta própria – ou a criança pode ser criada pela mãe. Mais uma vez, o bebê não deve ser punido pelos atos malignos do seu pai. Mesmo que o feto não possa ser considerado “vivo” antes de desenvolver um sistema nervoso central, ainda assim ele é uma vida em potencial, já que se desenvolverá se a gravidez não for interrompida. O feto sofre durante o aborto e se a mãe não o quer criar, que o doe, pois há uma listagem gigante de casais que não podem ter filhos e anseiam por isso. Biblicamente falando, sobre o aborto há inúmeros ensinamentos nas Escrituras que deixam muitíssimo clara qual é a visão de Deus sobre o aborto. Jeremias 1:5 nos diz que Deus nos conhece antes de nos formar no útero. Êxodo 21:22-25 dá a mesma pena a alguém que comete um homicídio e para quem causa a morte de um bebê no útero. Isto indica claramente que Deus considera um bebê no útero como um ser humano tanto quanto um adulto. Para o cristão, o aborto não é uma questão sobre a qual a mulher tem o direito de escolher. É uma questão de vida ou morte de um ser humano feito à imagem de Deus (Gênesis 1:26-27; 9:6).