quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

10479 - Por Gesiel Oliveira

Esse é o total exato de inscrições que devem ser desconsideradas, canceladas, em razão de se acharem eivadas de ilegalidades. Eles estão fraudando descaradamente todo um processo eleitoral. Hoje mais duas ações serão ingressadas em dois Estados brasileiros pedindo o cancelamento de 10.479 (acredite se puder!) "supostos pastores", que foram inscritos e que não atenderam aos requisitos pré-estabelecidos pelo edital de abertura do processo eleitoral. Na verdade nem mesmo sabemos se são pastores de verdade, visto que se tratam de milhares de e-mail falsos, telefones inexistentes, pagamentos de inscrições com cheques que não foram compensados até agora, inscritos à revelia e sem o conhecimento prévio, inscritos que não estavam na lista de aptos e até defuntos, enfim, uma infinidade de irregularidades, e mais do que isso, de ilegalidades praticadas por quem está desesperado em não perder o poder. Observe que de cerca de 31 mil inscritos, 10479 foram inscritos de forma irregular por esse grupo que prega os 'bons costumes', que prega que 'o filho é a melhor solução', grupo dos 'anciãos santos e legalistas' que se preocupam com a ponta do cabelo da irmã do Círculo de oração e a maquiagem da jovem do conjunto de mocidade, mas escondem debaixo de sujos tapetes todo o lixo moral que são capazes de fazer para se manterem no poder. Gente que prega que o pastor paraense vai 'mundanizar' a CGADB, mas inscreveu morto na lista de aptos pra votar no filho. Vejam só a cara da arbitrariedade, essa constante que carregou esse grupo por quase três décadas, conseguimos agora, depois de muito trabalho braçal, quantificá-la: 10479. Esse é a 'matemática torta da vitória' , é o número que poderia(rá) garantir mais vez a 'emprenhada vitória', mas dessa vez, toparam com um grupo de 'meninos', ou também chamado de 'os moleques do Pr Samuel', como eles pejorativamente apelidaram em outros grupos do WhatsApp por aí. Não tenho ideia de quem são, a única coisa que sei, é que são 4 jovens pastores e advogados que se uniram, e insatisfeitos partiram para o combate às irregularidades. Um grupo que não está deixando nada passar, que está espanando a sujeirada encoberta por décadas debaixo desses velhos tapetes da CGADB, porque esses 'meninos' estão ensinado na marra e pela força da justiça aos velhos coronéis eclesiásticos como se faz uma campanha limpa, e ao mesmo tempo, mostrando para os que já haviam perdido a esperança, que ainda há uma luz no fim do túnel. 

2 comentários :

  1. É meu amigo, essa falsa bandeira da moralidade (que eles lêem "usos e costumes") infelizmente ainda está acima da santidade na cabeça de muitos líderes de nossa querida AD. Chegou a hora da mudança!
    Abraços do tamanho de ITU
    Pr. Daniel Santos
    Presidente da AD em Itu/SP
    Membro da CGADB e da CIEADESPEL

    ResponderExcluir
  2. A um que vê tudo, mesmo sendo uma capa babilonica.

    ResponderExcluir