segunda-feira, 8 de maio de 2017

1º Tesoureiro da CGADB, Pr Ivan Bastos, é impedido de acessar as dependências da entidade e faz denúncia em vídeo

A denúncia é grave e foi feita pelo Pr Ivan Pereira Bastos, presidente da CONFRATERES e atual 1º tesoureiro eleito da CGADB. No vídeo ele denuncia que está sendo cerceado do direito de ter acesso às dependências da CGADB simplesmente por não pertencer ao grupo do Presidente da entidade, Pr José Wellignton Bezerra da Costa, que está no cargo há quase três décadas. O Pr Ivan Bastos concorreu na 41ª AGO em Brasília em 2013 e foi eleito democraticamente com 7.236 votos. Ocorre que desde então ele denuncia que vem sofrendo perseguição, entre as quais ele cita o caso da AGE marcada para o dia 02/09/2013 (veja matéria AQUI) com o fim exclusivo de expulsá-lo juntamente com o Pr Samuel Câmara, Pr Jonatas Câmara, e o Pr Sóstenes Apolo, este último só não foi expulso porque faleceu antes, no dia 03/06/2013. Desde então ele vem pelejando numa desgastante batalha judicial simplesmente para tentar assumir o seu cargo, e ter acesso sem impedimentos à sala da tesouraria, cargo para o qual sequer chegou a ser convocado para deliberações importantes, estando impedido totalmente de desenvolver ou desempenhar as suas atividades. Com a decisão do Juiz Thomas de Souza e Melo que cancelou as eleições de 09 de abril na CGADB e que prorrogou o mandato da atual mesa diretora até as próximas eleições, o Pr Ivan Bastos vem tentando sem sucesso ocupar a sua cadeira. Essa é uma das faces mais horrendas e que revelam a decadente situação da atual administração da CGADB, que cerceia direitos até de membros da mesa diretora que não estejam alinhados aos interesses do seu projeto. No último dia 04, uma audiência ocorreu na Comarca de Madureira entre as partes. O juiz determinou prazo de 5 (cinco) dias para juntada de documentos que comprovem o que foi alegado em audiência, e em seguida o processo retorna conclusos para decisão juiz. Vamos aguardar o desenrolar desta, que já é a eleição mais judicializada da história da CGADB. Veja abaixo o vídeo na íntegra:


Um comentário :

  1. "Nem que eu pague com a minha vida, mas eu vou assumir a Tesouraria da CGADB"! O que Deus te haver com Isso? Seria bom se todos vocês membros da Mesa e dos Conselhos e Comissões deixassem de ser executivos eclesiásticos e fossem ser o que Deus chamou vocês pra ser: pastores. Se é que Deus os chamou! Jesus não fundou Convenção, fundou igreja. As convenções de pastores que deveriam ser órgãos moderadores, hoje não são mais que Plataforma política. Isso tudo dá nojo. Isso não é Reino de Deus e o Senhor não pelejará a favor de ninguém, se não contra todos! Ainda usam as mídias para expor esta vergonha!

    ResponderExcluir