segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Assassinos do PM Willian Dickson serão julgados dia 29/09 às 10h no Juri de Macapá

“Caçula”(foto), “Pé de Pato”, e “Regis” sentarão pela primeira vez no banco dos réus

Acontece dia 29 de setembro, a partir das 10h, no plenário da 2ª Vara do Tribunal do Júri, no Fórum desembargador Leal de Mira, o julgamento de Cleiton Gonçalves da Silva, conhecido como “Caçula”, Wagner Pereira Rodrigues, o “Pé de Pato”, e Regina de Jesus Queiroz dos Santos, a “Régis”. Eles são os principais acusados de ter sequestrado, torturado e assassinado o soldado da Polícia Militar (PM) Willian Dickson de Freitas Monteiro.  Segundo o representante do Ministério Público (MP) que acompanhará o caso, promotor Afonso Pereira, “Caçula”, “Pé de Pato” e “Regis”, poderão receber até 30 anos de prisão cada um pelo homicídio e ocultação de cadáver da vítima.


O crime aconteceu na noite do dia 7 de maio de 2007. A vítima foi abordada em frente à Universidade Federal Amapá (Unifap), onde cursava direito. Segundo a denúncia do Ministério Público (MP), usando a então namorada Regis como isca para atrair o militar, Cleilton e o comparsa Pé de Pato, que na época dos fatos trabalhavam como mototaxistas, algemaram Dickson, e em seguida o desmaiaram usando um lenço com álcool. O policial foi levado para uma casa no bairro do Zerão, e após sessões de tortura, os criminosos teriam matado o soldado por asfixia, usando uma corda. Em depoimento, Caçula revelou que enforcou Willian Dickson, enquanto Pé de Pato segurava as pernas da vítima.


Na mesma noite, Pé de Pato foi até um caixa eletrônico do Banco do Brasil e sacou uma quantia da conta do policial, com a senha do cartão fornecida durante a tortura. Os motoqueiros ainda usaram o dinheiro da própria vítima para abastecer o carro e se deslocar até o local onde jogaram o corpo – um rio, as proximidades de um balneário, na BR-156. O assassino tentou justificar o crime, alegando que descobriu que Regis mantinha um secreto relacionamento amoroso com o policial Dickson.

Foto: Um dos assassinos do PM, “Caçula” já é condenado por roubo no Tocantins

(Fonte:Jornal Extra)

Nenhum comentário :

Postar um comentário