terça-feira, 17 de março de 2015

Olhar, acreditar e voar (Por Pr Gesiel de Souza Oliveira)



Como a dor que os outros não compreendem
Como um olhar que ninguém entende

Eu sonhava ir mais longe, e mais alto voar
Sem mais poder me desvencilhar

O medo e as frustrações se encarregaram de me parar
E aos poucos fui me acomodando devagar

Mas as circunstâncias e intempéries da vida me agarraram
E sem contar com ninguém, me atormentaram

A angústia me tornou cada dia mais forte
Segui em frente sem mesmo temer a morte

Quando tive a oportunidade não a agarrei
Agora corro devagar, buscando o que pra trás deixei

Como pássaro na noite sem luar
Estou sentindo o vento me tocar

Quero mostrar que posso me libertar
Levantar a cabeça e poder voltar a voar

As correntes que me prendem aos medos das decepções
Não serão maiores que a força das minhas convicções

Só voa alto quem não tem medo de cair
Quero olhar, acreditar, abrir as asas e subir.

Nenhum comentário :

Postar um comentário