terça-feira, 3 de outubro de 2017

A família tradicional, a danosa ideologia de gênero e as consequências para o futuro dos nossos filhos - Por Pr Gesiel Oliveira

A família tradicional nunca foi tão atacada em sua base
Não sei por que o mundo virou de pernas para o ar tão de repente, especialmente nesses três últimos anos. Essa briga insana pela autoafirmação por essas minorias, seres humanos com a sexualidade aflorada, uma onda resultado de treze anos de esquerdismo extremo inserido na educação por um governo que abriu as comportas para a desvirtuação da família, da moral e do gênero humano, enfim, de um processo de perversão social irreversível e ideológico nunca visto antes. Será tão difícil pra esses ideólogos mórbidos compreenderem que a população, de um modo geral, tem um sentimento de respeito à diversidade, mas que ela não aceita é a doutrinação de ideologia de gênero gayzista nas
Criança viada: "Arte" apresentada na exposição no QueerMuseum no RS
escolas para nossas crianças? Nem Estado, nem escola, nem ninguém pode interferir na sexualidade de nossos filhos. Isso compete às família de acordo com o art. 229 da CF. Não será um marxista degenerado que virá impor suas teorias desconstrutivistas aos nossos filhos. Queria tanto saber o por quê dessa obsessão desses técnicos do MEC em insistir nessa pauta? Mas aí entendo que se a estratégia, como não foi aceita pela sociedade de um modo geral, e foi amplamente rechaçada, restou aos “arquitetos” desse “mundo virado” doutrinar perniciosamente na base da sociedade, lá no início da vida estudantil, as nossas crianças, por meio de livros, inserindo material com alta carga sexista, homoafetiva e doutrinação altamente apelativa. Esses novos termos e conceitos como “Teoria Queer”, “Ideologia de Gênero”, “desconstrução da heteronormatividade”, dentre outros, representam a mais escancarada desnaturação e profusão desse desserviço educacional do gênero humano, desmontando as bases da família, princípios e de toda a organização familiar histórica da humanidade. As crianças de hoje já nem mais entendem nada nesse sentido. A novela do horário nobre tem a função de confundi-la e desvirtuá-las. Lamentos pelos pais que permitem que suas famílias assistam a esse lixo imoral. Há um apelo doentio, uma ideia fixada e forçadamente metida goela abaixo da diversidade sexual, do transgênero, da moça que virou homem, e que agora como homem, “engravidou”, ou como a novela diz: "ele" está "gravido". Na escola os professores já não falam mais em “meninos” e “meninas” e sim em “meninE” para deixar indefinido o gênero. Nas escolas está se popularizando o banheiro NEUTRO, que servirá de acordo com ânimo que cada ser humano sentir de ser a sua sexualidade
QueerMuseum em Porto Alegre: Quadro mostra Zoofilia
naquele momento. Eles dizem que o ser humano apesar de nascer com sexo definido, nasce sem gênero indefinido, e que o gênero é resultado de uma “construção social”. Nunca se exaltou tanta bizarrice como em nossos dias. Às vezes tenho a impressão, a sensação, de uma involução em tudo, de estarmos caminhando para uma atmosfera de uma sociedade da perversão, desregramento moral, comportamental e sexual. É gente achando que é “bicho”, família poligâmica, é museu mostrando e exaltando explicitamente a zoofilia, a pedofilia, o escárnio e zombaria à símbolos sagrados cristãos, com a diferença que agora tudo é jogado na costa da
QueerMuseum: Escárnio a símbolos cristãos sagrados
“ARTE”. Ser ultrapassado é simplesmente querer proteger o que restou desse processo de desconstrução da família, sociedade e sexualidade. Um verdadeira anarquismo social e subversividade dos rudimentos da família! Sou do tempo que se uma criança fosse obrigada a apalpar um homem nu em um local público, isso provocaria no mínimo uns 3 anos de cadeia pro abusador. Mas hoje, a bem do “politicamente correto”, todos os maiores abusos e aberrações são tolerados, tudo corre na conta da conscientização a favor da “diversidade de gênero e da arte”. Quem discorda dessa avalanche ideológica é logo rotulado como fascista, retrógrado, nazista, quadrado, analfabeto, como se os teóricos impositores desse "chorume ideológico" fossem os "intocáveis professores de deus”, “seres sobrenaturais” de opinião dogmática inconteste, que determinam o que é certo ou errado, quem é inteligente ou alienados. Essa cantilena bem pintada e enfeitada com purpurina só
Museu da Arte Moderna/SP: Estímulo à pedofilia. Criança toca homem nu 
engole quem não tem firmeza em sua base principiológicas. A sociedade está cada dia mais doente. Mas os verdadeiros autores que controlam essas marionetes, nunca aparecem. Esses ideólogos gayzista estão por detrás dos livros nas universidades, das novelas do horário nobre, dos livros de história, das propagandas, do mundo virtual, nas casas de leis, nas artes, na música, teatro, enfim, há um sistema muito bem preparado e organizado, e que dia após dia está direcionando nosso mundo para uma realidade de perversão, imoralidade e quebra de tabus, que eu prefiro chamar de “sodomização e subversão da coletividade moderna”. Resta aos pais, as famílias, lutarem, protegeram e resistirem contra essa total falta de lógica no Brasil atual. No tempo do meu avô o sonho era casar com uma esposa que nunca tivesse beijado, no tempo do meu pai era casar com uma virgem, hoje já é vantagem se nenhum vídeo tiver vazado, e pelo jeito, no futuro, no tempo da minha filha, será grande vantagem se puder casar com um homem que nasceu homem. Como diz Arnaldo Jabour, no passado a homossexualidade era tolerada, depois passou a ser consentida, hoje é aceita, e vou me embora antes que se torne obrigatória.

Um comentário :

  1. Só a verdade libertará, "E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará." João 8:32

    ResponderExcluir